Governo de Rondônia
Domingo, 07 de março de 2021

Segurança pública

Ação contra manifestantes foi pontual e precisa, diz subcomandante da PM

20 de maio de 2014 | Governo do Estado de Rondônia

sub ataideA Polícia Militar (PM) atuou pontualmente para manter a ordem e conseguiu evitar que um incidente com graves proporções acontecesse no domingo (18), durante o evento denominado “Tour da Taça”, no centro da cidade, em que foi exibido troféu da Copa do Mundo de Futebol. A definição foi feita pelo tenente coronel Geraldo Elísio Leda Ataíde, subcomandante da PM. Ele anunciou que a Reitoria da Universidade Federal de Rondônia será informada de que os manifestantes utilizaram as dependências da Unir Centro para organizar e armazenar todo o material utilizado no ato de violência.

Segundo o coronel Ataíde, foi no prédio da Unir Centro que o grupo se  reuniu para combinar os ataques que faria e também guardar pedaços de bambu e pedras que mais tarde foram atiradas contra os policiais militares. “Nossa ação foi pontual e precisa. A falta de uma intervenção enérgica poderia ter consequências graves. Poderíamos ser responsabilizados se não déssemos proteção aos cidadãos que estavam na praça próxima”, disse. Tudo foi acompanhado por um representante do Ministério Público.

Segundo o subcomandante da PM, o protesto era contra a realização da Copa do Mundo de Futebol no Brasil. Um oficial tentou negociar com o grupo para evitar violência, mas a situação se agravou quando um dos líderes do movimento tentou colocar um carro de som numa área em que a segurança das pessoas que estavam na praça seria ameaçada.

“Diante da negativa, passaram a atirar pedras e paus, tendo atingido um policial militar. A partir daí, para garantir a segurança das pessoas que estavam na praça, o efetivo policial foi reforçado e utilizou granadas de efeito moral para afastar o risco de um episódio mais grave”, explicou o coronel Ataíde.

Os manifestantes acabaram contidos, duas pessoas foram detidas. Ambas foram reconhecidas por terem atirado pedras nos policiais. Durante a revista, com uma delas foram encontradas porções de droga. Elas foram apresentadas na Central de Flagrantes.

Planejamento

Segundo o coronel Ataíde, o protesto ordeiro é legítimo e inerente à democracia. “O planejamento para que tudo terminasse em vandalismo foi um ato irresponsável, que não será tolerado. Atuaremos para proteger o cidadão, como é nossa missão”, afirmou.

O subcomandante da PM destacou que está em andamento um planejamento para evitar que outras manifestações contra a Copa do Mundo voltem a causar transtornos para a população. Ele finalizou destacando que a Reitoria da Universidade Federal de Rondônia será formalmente comunicada a respeito do episódio, que envolveu alunos e até um professor da instituição. Também será relatado o fato do prédio da Unir Centro ter abrigado o grupo e todo material utilizado no ataque aos policiais.


Leia Mais
Todas as Notícias

Fonte
Texto: Nonato Cruz
Fotos: Ésio Mendes
Secom - Governo de Rondônia

Categorias
Governo, Polícia, Rondônia, Segurança


Compartilhe