Governo de Rondônia
Terça, 14 de julho de 2020

MEIO AMBIENTE

Ações contra os crimes ambientais em Rondônia são intensificadas em período de pandemia

10 de junho de 2020 | Governo do Estado de Rondônia

Pit stop educativo em Colorado D’Oeste

Secretaria de Estado do Desenvolvimento Ambiental (Sedam), assim como outras secretarias e autarquias do Governo de Rondônia estão trabalhando em home office, devido o Decreto de Calamidade Pública. Porém, existem atividades que precisam ser executadas, como é o caso da fiscalização e monitoramento ambiental e educação ambiental, pois os infratores ambientais continuam cometendo atos ilícitos contra o Meio Ambiente durante a pandemia do coronavírus.

A Coordenadoria de Educação Ambiental tem intensificado as ações de prevenção às queimadas e incêndios florestais, cumprindo as ações dispostas no Plano Estadual de Prevenção e Combate às Queimadas e Incêndios Florestais do Estado.”Devido à pandemia, as ações tiveram que ser adaptadas ao momento, utilizamos equipamentos de proteção, álcool em gel e evitamos aglomeração de pessoas. A divulgação vem sendo realizada de forma orgânica, como por exemplo, com pit stops educativos, com objetivo de sensibilizar a população sobre os malefícios oriundos das queimadas e dos caos que pode ser gerado no sistema de saúde devido à Covid-19, pedindo para que não queimem e que denunciem”, explica o coordenador da educação ambiental da Sedam, Fábio França.

Também estão sendo realizados contatos com prefeitos, presidentes de associações e lideranças de instituições, solicitando apoio, e disponibilizando material impresso e digital com mensagem contra as queimadas, para ser divulgado aos associados.

O coordenador da educação ambiental, explica que a conscientização da população em geral sobre os malefícios que a fumaça causa é essencial nesse momento em que a humanidade está vivendo, bem como o apoio dos parceiros, que tem sido importante para o desenvolvimentos dos trabalhos. “As atividades têm tido um apoio essencial do Corpo de Bombeiros Militar, Policia Militar, Policia Ambiental, das prefeituras e secretarias do Meio Ambiente, que não retêm esforços para reduzir os danos ao meio ambiente, mas sobretudo com foco maior na saúde humana”.

Duas equipes da Sedam estão realizando as ações educativas nos municípios que apresentam maior índice de desmatamento e focos de calor. As localidades que apresentam esse índice são escolhidas conforme dados fornecidos pelo monitoramento, feito pela Coordenadoria de Geociências da Sedam, que através de imagens via satélite faz o acompanhamento diário dos pontos de queimadas e desmatamento no Estado.

Até o momento foram atendidos os municípios de União Bandeirantes, Extrema, Nova Califórnia, Vista Alegre do Abunã, Guajará-Mirim, Nova Mamoré e seus distritos: Vila da Penha, Nova Dimensão; Colorado D’Oeste, Ouro Preto D’Oeste, Jaru, Governador Jorge Teixeira, Monte Negro, Santa Luzia, Alta Floresta, Alto Alegre dos Parecis, Cerejeiras e Pimenteiras do Oeste.

A coordenadoria de geociências é responsável pelas informações geoespaciais da Sedam

GEOCIÊNCIAS

A Coordenadoria geociências (Cogeo) da Sedam é essencial para o trabalho de fiscalização e monitoramento de combate a queimadas. Durante o período de restrição, está desempenhado suas atividades normalmente com uso das tecnologias disponíveis.

A coordenadoria é responsável pelas informações geoespaciais da Sedam e por integrar a Comissão Técnica do Zoneamento, que apresentou o estudo da 2ª atualização do Zoneamento Socioeconômico e Ecológico do Estado de Rondônia – ZSEE, à comissão Estadual, portanto, um grande avanço para o estado de Rondônia.

“A coordenadoria está desempenhando o papel fundamental no levantamento de informações, monitoramento e mapeamento dos desmatamentos e queimadas visando a otimização do planejamento da fiscalização e combate e controle dos ilícitos. Desses esforços, grande parte em especial está atrelada às Unidades de Conservação estaduais que são o nosso maior patrimônio”, disse o coordenador de geociências, Diogo Martins Rosa, acrescentando que devido ao cenário atual, e agravamento da pandemia, estão dedicados a conter o avanço do desmatamento e queimadas no estado de Rondônia.

 

Leia Mais:

 Ações de educação ambiental são desenvolvidas para conservação do meio ambiente em Rondônia

 Operações intensificam o combate ao desmatamento e queimadas em Rondônia

 Combinação Covid-19 e queimadas é nociva à saúde, adverte Secretaria Estadual de Desenvolvimento Ambiental de Rondônia


Fonte
Texto: Elaine Barbosa
Fotos: Arquivo Sedam
Secom - Governo de Rondônia

Categorias
Água, Brasil, Meio Ambiente, Municípios, Rondônia, Saúde, Serviço, Sociedade


Compartilhe