Governo de Rondônia
Segunda, 25 de março de 2019

ESPORTE E LAZER

Ações de esporte e Lazer em Rondônia devem ganhar mais celeridade, diz novo presidente do Conselho da categoria

15 de fevereiro de 2019 | Governo do Estado de Rondônia

Jobson dos Santos é o novo presidente do Conedel, eleito no início do mês de fevereiro

O Conselho Estadual de Desporto e Lazer (Conedel) tem novo presidente desde o início do mês de fevereiro. Jobson Bandeira dos Santos, titular da Superintendência da Juventude, Cultura, Esporte e Lazer (Sejucel) assumiu o conselho e participou da primeira reunião deliberativa com a categoria.

O Conedel é a entidade que atende as demandas relativas ao esporte, como portarias, documentações e ações que precisam ser decididas no âmbito do esporte e lazer no estado de Rondônia. “Colocamos em pauta as situações e discutimos o que será melhor para o esporte”, afirma Jobson dos Santos.

Um exemplo prático foi a alteração das modalidades esportivas que participam do campeonato Jogos Intermunicipais de Rondônia (JIR). Até ano passado participavam equipes de futebol com 11 integrantes e partir deste evento, participarão somente com sete jogadores. “Neste caso havia a situação da equipe perder e não querer participar de todo o campeonato e isso alterava toda a logística. O Conedel entendeu que a medida reduz o número de atletas nas competições, mas garante a participação do futebol no JIR”, exemplifica. “O bom da existência do Conselho é que tomamos as decisões de maneira democrática, sempre com o devido equilíbrio entre opiniões de membros que concordam e discordam da situação apresentada em discussão”, afiança.

No total, 12 pessoas integram o Conedel, são representantes de Federações, que no Conselho representam os atletas e suas categorias. “Há representantes da sociedade civil, dos municípios, de órgãos diversos. Todos os atletas e pessoas que se envolvem com o esporte e lazer no Estado estão representados por alguém no Conselho”, define.

O presidente garante que está se inteirando das atribuições do Conedel mas já adianta suas pretensões à frente do Conselho: “pretendo dar celeridade às decisões e com isso contribuir com o planejamento e organização dos atletas, que esperam pela tomada de decisão”, afirma. “Sempre observando que estaremos atendendo aos interesses do esporte e também da população. O meu objetivo em relação ao Conselho é fazer com que se tome as decisões mais espontâneas e com execução mais rápida”, reforça.

No entendimento do presidente, o planejamento que em alguns casos inicia a partir de uma tomada de decisão do Conedel pode refletir na organização das ações nas escolas, dos atletas e para a realização de bons eventos esportivos, ao final.

Outra medida citada por Jobson dos Santos é atenção para todas as modalidades esportivas. “O Conedel é muito importante para isso: não deixar algumas modalidades morrerem e também não deixar que só sejam valorizadas outras modalidades. O Conselho existe para contribuir para a evolução do esporte como um todo”, ressalta.

Além disso, o presidente informou que pretende sugerir ações que fortaleçam ações voltadas ao lazer. “As atividades de lazer no documento aparecem junto ao esporte, por isso transmitem a sensação de fusão, mas são atividades bem diferentes. Ações de lazer são específicas para diversão da população, sem nenhum tipo de competição. Por meio do Conselho pretendemos fortalecer essas atividades, dar andamento ao que já existe e implementar novas ideias. Obviamente que mesmo sendo presidente, não tomo decisão sozinho. Repassarei as propostas, para que possamos discutir e deliberar juntos, nas reuniões do Conedel”, avalia.

O ponto principal, de acordo com o presidente são os planejamentos visando o desenvolvimento do esporte e lazer, que segundo ele, já tiveram início. “Vamos trabalhar em todas as ações, tenho certeza que colheremos bons frutos e vamos atender a população. O que estamos buscando é servir a população”, reforça.

Leia mais:

Estão abertas inscrições para o XIII Jogos Intermunicipais de Rondônia

Superintendente busca celeridade em processos e quer resgatar Flor do Maracujá para o período junino


Fonte
Texto: Mineia Capistrano
Fotos: Tancredo Furtado
Secom - Governo de Rondônia

Categorias
Brasil, Esporte, Lazer, Rondônia


Compartilhe