Governo de Rondônia
Quinta, 05 de agosto de 2021

Fiscalização na fronteira

Agência de Defesa Sanitária realiza demonstração das ações de fronteira para acadêmicos

03 de junho de 2014 | Governo do Estado de Rondônia

Propriedade rural na fronteira

Propriedade rural na fronteira

Acadêmicos da Faculdade de Ciências Biomédicas de Cacoal (Facimed) conheceram o funcionamento da fiscalização na fronteira efetuada pela Agência de Defesa Sanitária Agrosilvopastoril do Estado de Rondônia (Idaron). Os alunos do último período do curso de Medicina Veterinária participaram de palestras e se deslocaram no barco Quero-Quero até uma propriedade rural fronteiriça.

Entre os assuntos abordados estavam defesa sanitária animal; vigilância veterinária, sanitária e sistema de atenção veterinária sobre febre aftosa, explicando entre outras coisas a sintomatologia da doença, situação sanitária da Bolívia e as perspectivas do Programa Nacional de Erradicação da Febre Aftosa.

A parceria da Facimed com a Idaron surgiu com o pedido do professor Cristian José da Silva, que ministra a disciplina de Vigilância e Fiscalização Ambiental e de Fronteira, de uma apresentação das ações de vigilância na fronteira com a Bolívia. Segundo o professor, a ideia foi levar os alunos para conhecerem a fiscalização na fronteira. “Uma coisa é falar em sala de aula, outra é eles verem na prática e conversarem com os técnicos. Quando eles veem na prática é totalmente diferente”.

Facimed-Idaron 1

Palestra realizada dentro do barco Quero-Quero

O professor menciona também que queria despertar o interesse dos acadêmicos pela defesa sanitária e que pretende repetir a parceria. “As atividades sensibilizaram os alunos. Temos muito a agradecer à Idaron por terem aberto as portas e pela receptividade. O curso foi muito positivo”.

O acadêmico Kleberson Conrado Araujo conta que gostou muito da experiência. “Quando você está dentro de sala você aprende o que deve ser feito. Lá a gente viu como é na prática. E nas palestras a gente sempre aprende alguma coisa”.

Para a acadêmica Franciele de Oliveira Rodrigues foi bom ver a defesa sanitária na prática. “A Idaron nos recebeu muito bem. Ficamos à vontade para fazermos perguntas. Tomara que continue para as outras turmas”.

Segundo o diretor técnico em exercício da Idaron, Fabiano Alexandre dos Santos, Facimed-Idaron 3é importante manter parcerias com instituições de ensino, porque elas formam os futuros profissionais. “Isto fortalece a consciência da sociedade sobre a vigilância sanitária, fortalecendo a sanidade animal e vegetal em nosso Estado”.

“Essa ação é sempre muito gratificante, temos uma boa receptividade no meio acadêmico o que demonstra a nossa vocação em atuarmos em educação sanitária e prevenção”, encerra o coordenador do Programa Estadual de Prevenção de Febre Aftosa, Márcio Petró.


Leia Mais
Todas as Notícias

Fonte
Texto: Amabile Casarin
Fotos: Facimed
Secom - Governo de Rondônia

Categorias
Agricultura, Agropecuária, Capacitação, Governo, Rondônia


Compartilhe