Governo de Rondônia
Domingo, 09 de maio de 2021

ENTREVISTA

Agência de Defesa Sanitária alerta produtor contra aftosa

09 de abril de 2014 | Governo do Estado de Rondônia

Nesta terça-feira (8), o presidente da Agência Defesa Sanitária Agrossilvopastoril do Estado de Rondônia (Idaron), Marcelo Henrique Borges,  concedeu entrevista no programa de rádio Bom Dia Caiari (AM 1430khz), e  na Hora do Povo (FM 93,3), para alerta o produtor sobre o início da 36ª Campanha de Vacinação contra a Febre Aftosa  que se inicia no dia 15 de abril e termina no dia 15 de maio.

Marcelo-Caiari-03Durante a entrevista,  Borges explicou que nesta campanha de vacinação devem ser vacinados bovinos e bubalinos com idade entre 0 e 24 meses. “Todos os animais devem ser declarados até 22 de maio, independente da idade, porque precisamos atualizar o cadastro de cada  produtor”.  Também fez um  alerta aos produtores que perderam o rebanho com a cheia do rio Madeira para que, mesmo assim, procurem uma Agência Idaron mais próxima para declarar que o rebanho foi perdido.
Marcelo pediu o apoio dos produtores para continuar a parceria com a Agência que vem dando  grande resultados. “ Estamos fortalecendo a cadeia produtiva do estado que hoje tem  12.108.285 bovídeos (bois e búfalos). Rondônia ocupa uma posição entre os cinco maiores exportadores de carne bovina do País e vem colocando-se em primeiro lugar no ranking da região Norte, responsável por 43% do PIB (Produtor Interno Bruto), do estado de Rondônia. Então não podemos deixar que nenhuma doença destrua tudo o que já foi conquistado, o último caso de aftosa foi em 1999 no município de Pimenteiras”.

Semana de Educação Sanitária em Vale do Anari

Semana de Educação Sanitária em Vale do Anari

Educação Sanitária
O presidente convidou toda a população da região do Vale do Jamari para participar da Semana de Educação Sanitária no município de Vale do Anari, cidade que irá abrir a 36ª Campanha de Vacinação contra a Febre Aftosa no Estado de Rondônia. “Estamos com uma extensa agenda nesta semana, onde os fiscais da Idaron estão conversando com a sociedade urbana e rural, com o intuito de desenvolver várias atividades educativas. Todos os dias em pontos estratégicos da cidade estão sendo realizados os pit stops,  barreiras sanitárias, teatro de bonecos,  para divulgar sobre os sintomas da doença”, alerta Marcelo.

Essa programação encerra-se no próximo sábado (12), com a solenidade da abertura da campanha que vai ser realizada às 9h, na  Escola Estadual de Ensino Fundamental e Médio Bartolomeu Lourenço de Gusmão, no município de Vale do Anari.

Fiscalização
O presidente explicou que a Agência Idaron intensificou a fiscalização aérea na região dos rios Madeira, Guaporé e Mamoré. “Aumentamos a segurança para ter  uma noção de animais mortos com a cheia, mas não vimos grande quantidade de animais boiando. Depois iremos fazer um senso no Baixo Madeira para saber o quantitativo de animais mortos, porque até o momento não temos uma noção”,  explica.
Na oportunidade,  relatou a importância de vacinar os bovinos contra raiva e brucelose. “No mês de março foi realizado o inquérito de soro-epidemiológico da Brucelose. Naquele período todos os médicos veterinários da Agência Idaron foram a campo fazer o levantamento nas fêmeas de bovinos e bubalinos após 2 anos de idade. As amostras são levadas para Minas Gerais para serem analisadas. Queremos erradicar essa doença que pode ser transmitida para o ser humano”.
Para encerrar, Marcelo enfatizou que a venda da vacina contra aftosa inicia-se no dia 15 de abril e vai até no dia 15 de maio, e o que o produtor tem até o  dia 22 de maio para declarar a vacinação e atualizar o cadastro. “Caso o  produtor vacine o rebanho e se esqueça de declarar, será multado no valor de R$ 150,00 por propriedade. Se  não vacinou e nem declarou, a multa será por cabeça de animal não vacinado. Pedimos para o produtor sempre comunicar a Agência Idaron caso perceba algo de anormal nos animais para tomarmos as providências cabíveis”.


Leia Mais
Todas as Notícias

Fonte
Texto: Elaine Barbosa - Assessoria Idaron
Fotos: Ésio Mendes
Secom - Governo de Rondônia

Categorias
Agropecuária, Educação, Governo, Rondônia


Compartilhe