Governo de Rondônia
Segunda, 24 de setembro de 2018

Febre Maculosa

Governo do Estado de Rondônia

É uma doença febril aguda, causada por uma bactéria que é transmitida às pessoas pela picada de carrapato, principalmente o Amblyomma cajennense, conhecido como “carrapato estrela,” “carrapato do cavalo” ou “rodoleiro.”

COMO SE TRANSMITE?

É transmitida quando o carrapato infectado pela bactéria Rickettsia rickettsii pica a pessoa e fica aderido na pele (sugando) por no mínimo 4 a 6 horas. Também pode ocorrer contaminação através de lesões na pele, pelo esmagamento do carrapato.

QUAIS OS SINTOMAS?

1.  Após 2 a 14 dias da picada do carrapato infectado (em média 07 dias) apresenta:

  •  Febre alta, dor de cabeça, dor no corpo, mal estar generalizado, náuseas e vômito;

2.  Do 2º ao 6º dia do início dos sintomas pode ocorrer:

  •  Manchas avermelhadas na pele (exantema maculo-papular).

A Febre Maculosa se não diagnosticada e tratada precocemente pode se agravar e levar a morte.

COMO PREVENIR?

  • Evitar caminhar em áreas infestadas por carrapatos no meio rural e silvestre;
  • Quando for preciso entrar em áreas infestadas use roupas claras, para facilitar a visualização dos carrapatos e calças compridas com parte inferior por dentro das botas;
  • Apare o gramado o mais rente ao solo;
  • Faça rotação de pastagem;
  • Quando estiver andando em pastos, beira de rios e lagos ou pescando é preciso vistoriar o corpo minuciosamente em busca de carrapatos em intervalo de 3 horas, pois quanto mais rápido for retirado o carrapato, menores serão os riscos de contrair a doença;
  • Não esmagar os carrapatos com as unhas, pois com isso pode liberar as bactérias, que têm capacidade de penetrar através de lesões na pele;
  • Usar carrapaticida nos animais domésticos (cão e gato) e nos animais de criação (bovinos e eqüinos).

Compartilhe