Governo de Rondônia
Quinta, 16 de setembro de 2021

ESPORTE

Alunos da rede estadual são incentivados à prática da ginástica rítmica

07 de maio de 2015 | Governo do Estado de Rondônia

Ginástica

Projeto da Escola JK e da Associação de Ginástica reúne 25 alunos, dos quais 24 são do sexo feminino

O incentivo a práticas esportivas é também de responsabilidade da Secretaria de Estado da Educação (Seduc). Dentro dessa perspectiva, a Escola Estadual Juscelino Kubitschek e a Associação de Ginástica Rítmica Estrela de Rondônia, em Porto Velho, firmaram parceria para o desenvolvimento de novos talentos dessa modalidade. O projeto começou há cerca de três meses, com apenas três alunas; e hoje reúne 24 moças e um rapaz.

“Realizo projeto análogo na escola onde trabalho, Dom Pedro I, e fiz questão de colaborar com a Juscelino Kubitschek”, disse a professora de educação física Francimeire Coutinho, que colabora voluntariamente com o projeto. “Os alunos só precisam de oportunidade para desenvolver suas potencialidades”, acrescentou.

A presidente da Associação Estrela de Rondônia, Stfanya Cássia, explicou que, embora a escola apoie, os trabalhos são realizados por profissionais voluntários; e as necessidades materiais, como roupas, dependem da venda de rifas. “A prática da ginástica fica comprometida se não temos todos os recursos necessários”, ressaltou.

O projeto também atende a alunos de outras. “Para o aluno participar há um único requisito: ter notas boas em todas as disciplinas”, observou Stfanya Cássia.

JOER

Dos 25 alunos da ginástica rítmica, pelo menos nove estão sendo preparados para participar dos Jogos Estudantis de Rondônia (Joer). Maria Eduarda, Paula, Luane, Yasmin, Cristiane, Mariane, Raíssa, Evelyn e Fernanda já iniciaram os ensaios com o coreógrafo, Régis Lopes. “Os treinos serão mais intensos a partir deste mês. Vamos usar músicas que valorizem nossa terra, nosso povo e nossa cultura”, ressaltou Régis Lopes.

A ginasta Maria Eduarda Tavares, 12 anos, apesar do pouco tempo de treinos, já foi campeã em três competições em 2014. Ela ficou em primeiro lugar, dentro da sua categoria, na Copa Porto Velho, no torneio Eurly Kang Tourinho e no Joer. Por conta desses resultados, Maria Eduarda conquistou o direito de participar de um torneio nacional, também em 2014, no Maranhão, onde obteve a 5ª colocação. Duda, como é chamada, despertou a vontade pela ginástica nas suas três irmãs: Yasmin, Luana e Mariana.

Da direita para a esquerda as irmãs: Yasmin, Maria Eduarda, Luana e Mariana

Da direita para a esquerda: Yasmin, Maria Eduarda, Luana e Mariana

Para a professora de educação física, Marildes Silva, também voluntária do projeto, explicou que, ao contrário da ginástica artística, que valoriza a suavidade, a rítmica necessita de muita força física. “As dores são constantes, fazem parte da vida da ginasta, e é preciso conviver com isso por muito tempo”, destacou, lembrando que a ginástica rítmica usa arco, bola, fita, massas e corda durante as apresentações.

O objetivo do projeto, ainda segundo Stfanya Cássia, é atender a até 50 alunos. “Neste momento, os esforços estão sendo todos direcionados na preparação das nove alunas que vão participar do Joer. Assim que finalizar esses jogos vamos abrir mais 25 vagas para alunos de 6 a 16 anos de idade”, informou, acrescentando que não há taxa ou mensalidade. “O que ainda fazemos é rifas para viabilizar ao menos as roupas. Já temos um processo em andamento para obter apoio financeiro e esperamos que tudo dê certo”, reforçou.


Leia Mais
Todas as Notícias

Fonte
Texto: Fabio Arantes
Fotos: Chapinha
Secom - Governo de Rondônia

Categorias
Educação, Esporte, Rondônia


Compartilhe