Governo de Rondônia
Quarta, 05 de maio de 2021

Robô rondoniense

Alunos de Ariquemes ficam em primeiro lugar da Região Norte na Olimpíada Brasileira de Robótica

04 de novembro de 2014 | Governo do Estado de Rondônia

Jovens demonstram como o dispositivo funciona durante a competição

Jovens demonstram como o robô funciona durante a competição

A equipe formada pelos alunos da Escola Estadual Heitor Villa Lobos, em Ariquemes, ficou em primeiro lugar na Região Norte na Olimpíada Brasileira de Robótica (OBR) e no ranking nacional os jovens conquistaram o sétimo lugar no ranking nacional. O grupo intitulado como Trojan 1.6 criou um robô que, na competição, deveria enfrentar vários desafios. A disputa aconteceu entre os dias 19 e 22 de outubro, em São Paulo.

Gesse Dutra, Lincon Barbosa e Gabriel Manfrinato são os estudantes que representaram Rondônia na competição e obtiveram as colocações que orgulharam a coordenadora do projeto e Sandra Viola. “Ficamos muito satisfeitos por estarmos entre os 10 melhores do país. É gratificante, isso nos incentiva a continuarmos a realizar este trabalho com nossos alunos”, comentou a professora.

O dispositivo criado pelos três garotos de Ariquemes funciona de forma autônoma e, durante a competição, o robô deveria superar uma série de empecilhos propostos pela organização da OBR, como desvio de obstáculos e resgate de vítima, representada por uma lata de refrigerante. Das criações apresentadas na disputa nacional, a do grupo rondoniense mostrou qualidade e se destacou entre os projetos exibidos por outras equipes da Região Norte.

Alunos e coordenadora do projeto exibem o dispositivo criado em Ariquemes

Alunos e coordenadora do projeto exibem o dispositivo criado em Ariquemes

A vice-diretora da Heitor Villa Lobos, Maria Zenaide, disse que a equipe pedagógica não mede esforços para incentivar os alunos da escola em elaborar projetos e, com isso, ter bons desempenhos em competições importantes. “Esse sétimo lugar tem gosto de primeiro, principalmente pelo nível dos finalistas que estavam competindo com nossos alunos. Só temos a agradecer todos que contribuíram direta e indiretamente com esse resultado”, enfatizou.

A OBR é uma das olimpíadas científicas brasileiras apoiadas pelo CNPq que utilizam da temática da robótica – tradicionalmente de grande aceitação junto aos jovens – para estimulá-los às carreiras científico-tecnológicas, identificar jovens talentosos e promover debates e atualizações no processo de ensino-aprendizagem brasileiro.


Leia Mais
Todas as Notícias

Fonte
Texto: Assessoria Seduc
Fotos: Divulgação
Secom - Governo de Rondônia

Categorias
Educação, Rondônia, Tecnologia


Compartilhe