Governo de Rondônia
Sábado, 27 de fevereiro de 2021

ANTAQ – Agência realiza mais fiscalizações e lavra menos autos de infração em 2015

19 de janeiro de 2016 | Governo do Estado de Rondônia

A Superintendência de Fiscalização e Coordenação das Unidades Regionais (SFC) da ANTAQ divulgou um balanço de suas ações em 2015. Foram 807 procedimentos fiscalizatórios ordinários. Além disso, a Agência realizou 338 fiscalizações extraordinárias. Em 2014, a ANTAQ procedeu 715 fiscalizações ordinárias. Em relação aos procedimentos extraordinários, foram 389 ações.

Houve, portanto, um aumento em 2015 de 13% das fiscalizações ordinárias e uma redução de 13% nas atuações extraordinárias em relação a 2014. “O aumento das ordinárias justifica-se pela inclusão de novos operadores portuários e a queda nas extraordinárias podemos creditar a uma presença maior da ANTAQ nos portos com a criação dos 12 Postos Avançados de Fiscalização, o que motivou um maior cumprimento voluntário das normas da Agência pelos regulados”, explica o superintendente de Fiscalização e Coordenação das Unidades Regionais.

Ainda de acordo com o balanço, em 2015 foram lavrados 551 autos de infração. Esse número representa uma diminuição de 19% em relação ao ano anterior. Foram lavrados 251 autos para a área portuária; 132, para as empresas de navegação marítima; e 168, para as empresas de navegação interior.

Pinheiro atribui essa queda às notificações criadas pela SFC no início de 2015. “As notificações, previstas na Resolução 3259-ANTAQ, permitem o regulado corrigir a infração antes da lavratura do auto de infração”, ressalta o superintendente.

Em 2015, foram 216 notificações expedidas, o que representaria o mesmo número em autos de infração. “A notificação é interessante, pois representa uma maior efetividade da fiscalização. O regulado corrige determinada situação inadequada ou melhora a prestação de serviço sem a criação de um processo na ANTAQ, que, com certeza, geraria gastos. A efetividade e a eficiência de uma fiscalização não são representadas pelo número de autos de infração ou pelo número de multas aplicadas e, sim, pela constatação de que houve uma melhoria da prestação do serviço por parte do regulado, o que beneficia toda a sociedade”, pontua Pinheiro.

Reorientação

Em 2016, a fiscalização da ANTAQ na navegação interior irá focar suas ações nos indicadores e nas empresas que obtiveram menores notas na Pesquisa de Satisfação dos Usuários do Serviço de Transporte Longitudinal de Passageiros e Misto (Passageiros e Cargas) na Navegação Interior da Região Amazônica, que teve seus resultados divulgados em meados de 2015. “A ideia principal será reorientar a conduta dessas empresas com o objetivo de melhorar a prestação do serviço”, aponta Pinheiro.

A Diretoria da ANTAQ ressalta que o levantamento é uma fonte fundamental para o conhecimento dos serviços ofertados à sociedade. Para realizar a pesquisa, foram realizadas mais de 14.700 entrevistas. Nesse estudo, o grau de satisfação apurado dos usuários do serviço de transporte longitudinal de passageiros, de 6,73, foi considerado mediano, entre regular e bom.

A partir da percepção dos usuários, portanto, é possível delimitar oportunidades de melhorias na prestação dos serviços para boa parte das embarcações em operação. “É importante o detalhamento desses apontamentos para nortear a atuação da ANTAQ”, conclui o superintendente.


Leia Mais
Todas as Notícias

Fonte
Secom - Governo de Rondônia

Categorias
Rondônia


Compartilhe