Governo de Rondônia
Quarta, 03 de março de 2021

REINSERÇÃO SOCIAL

Reeducandos da Casa de Detenção de Jaru produzem uniformes e produtos recicláveis

03 de fevereiro de 2016 | Governo do Estado de Rondônia

Apenados confeccionam uniformes e produtos recicláveis em ateliê dentro da unidade prisional

Apenados confeccionam uniformes e produtos recicláveis em ateliê dentro da unidade prisional

Os reeducandos do regime fechado são referência nos trabalhos de reinserção social realizados na Casa de Detenção de Jaru. Uniformes, sacolas recicláveis, mochilas e estojos estão entre os materiais que são confeccionados pelos internos através de projeto no ateliê de costura da unidade.

No ateliê de costura trabalham quatro apenados e uma apenada da unidade prisional. São confeccionados uniformes para 180 reeducandos, entre homens e mulheres, sacolas recicláveis para compras, mochilas, estojos escolares, estojo médico e estojo para maquiagem. O projeto conta com as parcerias da prefeitura do município, que cedeu uma professora para ministrar o processo de confecção, prefeitura de Jorge Teixeira, que cedeu parte dos equipamentos, e Conselho da Comunidade, que cedeu outros equipamentos e realiza manutenção quando necessário, além de ser responsável pela aquisição de tecidos e aviamentos.

A Secretaria de Estado de Justiça (Sejus) incentiva os projetos, possibilita a mão de obra, com remissão de pena aos apenados e oferece a estrutura do local. Os produtos confeccionados são vendidos em feiras pelo Conselho da Comunidade e o valor arrecadado auxilia na renda familiar dos reeducandos e manutenção do projeto.

Produtos recicláveis são vendidos em feiras pelo Conselho da Comunidade

Produtos recicláveis são vendidos em feiras pelo Conselho da Comunidade

Com a reinserção, a unidade prisional conta com uma escola, onde os reeducandos estudam de segunda a quarta-feira, em parceria com o Centro de Educação de Jovens e Adultos (Ceja) e a Secretaria de Estado da Educação (Seduc), além do projeto Estação Digital, que tem a participação de um apenado como professor, parceria também do Conselho da Comunidade, junto à Seduc.

A Casa de Detenção está implantando uma mini biblioteca em cada carceragem da unidade, para desenvolver o projeto Livro Aberto e incentivar a leitura aos apenados, que também recebem assistência religiosa e médica. Segundo o diretor geral, Fred Barbosa, a participação dos agentes penitenciários é fundamental em conjunto com a direção administrativa e a chefia de segurança. “Todos trabalham em comum acordo com um único objetivo. Além de aliviar o cumprimento da pena do reeducando, de fazer com que ele aprenda algo, faz com que ele se sinta novamente inserido à sociedade, fazendo algo útil”, ressaltou.


Leia Mais
Todas as Notícias

Fonte
Texto: Gaia Quiquiô
Fotos: Gabinete/Sejus
Secom - Governo de Rondônia

Categorias
Educação, Governo, Inclusão Social, Justiça, Legislação, Rondônia, Servidores


Compartilhe