Governo de Rondônia
Quinta, 19 de setembro de 2019

TECNOLOGIA E SAÚDE

Aplicativo para identificar Transtorno do Déficit de Atenção com Hiperatividade ultrapassa 5 mil downloads e expande atendimento

28 de dezembro de 2018 | Governo do Estado de Rondônia

Após a capacitação de profissionais da área de educação de Porto Velho e servidores do Estado de Rondônia, no mês de novembro, o aplicativo  que identifica Transtorno de Déficit de Atenção com Hiperatividade, o Tdahmente pôde ser alcançado por mais pessoas, sendo baixado por mais de 5 mil usuários. O app está disponível no play Store.

Com esse novo número de acesso foi verificado novas mudanças no app que poderão ser feitas em 2019. Uma delas é o uso por adultos, além das crianças e jovens que já usam o benefício dentro da ferramenta. O aplicativo é idealizado por alunos do Instituto Estadual Carmela Dutra e coordenado pela Superintendência do Estado para Resultados (EpR), com essas alterações dentro do sistema é possível que o aplicativo atenda outras necessidades especiais como; baixa visão, autismo e alta habilidade.

Segundo o coordenador do projeto Tdahmente, Cleiton Araújo, outras mudanças que vão fazer parte do aplicativo é a metodologia de perguntas, já que no próximo ano o app terá um alcance maior, além disso, também será implantado novas ferramentas de interação e jogos no sistema. “Como o app sofrerá essas mudanças, vimos que é preciso fazer essas alterações para o trabalho continuar com o êxito que vem tendo”, afirma Cleiton.

O Tdahmente é um aplicativo que indica possível diagnóstico para o Transtorno do Déficit de Atenção de Hiperatividade (TDAH), o projeto ganhou notoriedade após receber premiações na Feira de Rondônia Científica de Inovação e Tecnologia (Ferocit), 24º Congresso Internacional de Educação e Prêmio Professores do Brasil promovido pelo Ministério da Educação.

Após ser absorvido pela EpR foi aprimorado e desde então o projeto Tdahmente tem recebido novos recursos com a produção de novos jogos para crianças e adolescentes com TDAH é o que nos fala o Superintendente da EpR, Ricardo Favaro. “Com parceria da Associação Brasileira do Déficit de Atenção (ABDA) e Secretaria de Estado da Educação (Seduc) o resultado e abrangência só têm aumentado” afirma.

O aplicativo auxilia pais, professores e alunos a identificar os sintomas que podem indicar um possível diagnóstico TDAH. A partir da capacitação realizada em novembro de 2018, a parceria com a diretoria científica da ABDA o aplicativo recebeu recomendações científicas, que foi modificado e possui nova metodologia de diagnóstico não gerando resultado falso-positivos, e como novidade agora o APP indica diagnóstico para o TDAH Combinado, quando a criança e adolescente possui Déficit de Atenção e Hiperatividade no mesmo teste.

Leia mais:

 Aplicativo criado em Rondônia para identificar Transtorno do Déficit de Atenção com Hiperatividade pode atender 400 mil pessoas

 Governo de Rondônia capacita profissionais da educação para atender alunos com transtorno do déficit de atenção com hiperatividade


Fonte
Texto: Maximus Vargas
Fotos: Acervo EpR
Secom - Governo de Rondônia

Categorias
Brasil, Educação, Governo, Lazer, Municípios, Rondônia, Saúde, Serviço, Servidores, Sociedade


Compartilhe