Governo de Rondônia
Quinta, 25 de fevereiro de 2021

SEGURANÇA E TECNOLOGIA

Apresentação de sistema adotado em SC no atendimento a ocorrências policiais é feita para gestores de Rondônia

16 de setembro de 2016 | Governo do Estado de Rondônia

Em SC, o atendimento a uma ocorrência policial caiu de 58 para 25 minutos.

Em SC, o atendimento a uma ocorrência policial caiu de 58 para 25 minutos.

O governo de Rondônia promoveu na quarta-feira (14) a apresentação, para gestores da área de segurança pública e representantes do Corpo de Bombeiros, Detran, Detic, Batalhão Ambiental, Ministério Publico e Tribunal de Justiça, do Sistema de Atendimento do Despacho de Ocorrências (Sade), desenvolvido pela empresa Egsys Soluções Integradas Inteligentes, do Rio Grande do Sul.

Essa ferramenta foi adotada de forma pioneira em Santa Catarina, em seus 295 municípios, estado que inovou também há pouco mais de sete anos ao cumprir a lei (de 1995), de criação dos Juizados Especiais Civis e Criminais, instancias criadas para solução de conflitos de menor potencial delitivo, permitindo que a Polícia Militar lavrasse o Termo Circunstanciado de Ocorrência (TC0). Este documento substitui o inquérito policial, e se constitui na elaboração da narrativa dos fatos atendidos pelos policiais, enviado à justiça. Com o Sade, mais um passo foi dado, eliminando-se o papel.

“Este projeto é moderno, usa a tecnologia como aliada da segurança pública. Além de ter sido instalado em Santa Catarina, já foi utilizado no Rio de Janeiro, inaugurado agora pela Polícia Militar nas olímpiadas, e já está em implantação em outros estados. Fizemos uma reunião técnica para diagnosticar nossas dificuldades e conhecer essa ferramenta, que poderá ou não ser utilizada em nosso estado”, disse o vice-governador Daniel Pereira.

A polícia de Santa Catarina batizou seu projeto de PMSC Mobile. Os policiais são munidos de tablets, smartphones e mini impressora ao se deslocarem para atender ocorrências, e têm acesso a informações como cadastro de pessoas desaparecidas, placas de veículos, ocorrências de  roubos e furtos de veículos etc. O atendimento de ocorrências com uso da tecnologia reduziu de 58 para 25 minutos o tempo do policial militar no local a que é chamado para atender um fato. Sobra tempo para se dedicar ao policiamento ostensivo.

O software desenvolvido pela Egsys tem uma gama de menus acessados pelo policial na execução de seu trabalho, como reportar problemas de ordem pública, providências de transito, ocorrências pendentes, fazer consultas policiais e até participar de chats para tirar duvidas com outros agentes públicos envolvidos na atividade policial ou jurisdicional.

Segundo Alváro Ederich Junior, representante da empresa, está em estudo permitir que a assinatura do policial seja digitalizada, e também das partes envolvidas na ocorrência, coletando-as no local e incluindo no documento armazenado no tablet. Com isso, a impressora não será mais necessária.

O policial utiliza o Sade não apenas para elaborar o TCO mas também para informar às autoridades competentes problemas como buracos na rua, vazamentos de água e outros danos verificados nas vias públicas. Cenas assim são fotografadas e enviadas para as instâncias competentes.

“Esse sistema permite a comunicação entre as forças policiais, o que favorece a integração e possibilita que o estado faça planejamento, podendo oferecer uma melhor segurança pública às pessoas.  Com as informações policiais unificadas, não mais isoladas, podemos planejar nossa segurança publica e ter dados mais confiáveis. Essa é uma ferramenta fantástica para planejamento, auxiliando a definir politica para redução de acidenteS de transito ou para combater trafico de droga em determinada região”, afirma o vice-governador Daniel Pereira.

O vice-governador lembrou que a celeridade e eficiência no atendimento ao cidadão é preocupação permanente do governador Confúcio Moura, que assinou decreto para no prazo de 60 dias uma comissão a ser constituída ofereça projeto para integrar banco de dados com informações unificadas das forças policiais de Rondônia.

Daniel Pereira  disse, ainda, que Rondônia tem um efetivo policial militar proporcionalmente superior à maioria dos estados brasileiros e, por isso, com a integração de dados e uso da tecnologia a segurança pública será muito mais eficiente.


Leia Mais
Todas as Notícias

Fonte
Texto: Mara Paraguassu
Fotos: Bruno Corsino
Secom - Governo de Rondônia

Categorias
Capacitação, Governo, Justiça, Legislação, Polícia, Rondônia, Serviço, Servidores, Sociedade, Tecnologia, Trânsito


Compartilhe