Governo de Rondônia
Sexta, 07 de maio de 2021

FINANCIAMENTO

Associações rurais de Porto Velho pedem mais facilidade para créditos a representantes de bancos

29 de março de 2017 | Governo do Estado de Rondônia

A convite da Empresa Estadual Autárquica de Assistência Técnica e Extensão Rural (Emater-RO), um grupo de presidentes e diretores de associações rurais de Porto Velho se reuniu nesta semana para ouvir propostas e debater questões, como facilidades e entraves na tomada de financiamento agrícola, e renegociação de dívida e inadimplência, com representantes de bancos no estado.

auditorio-sede-asser-R.-credito

Presidentes e diretores de associações rurais de Porto Velho reivindicam critérios mais realistas para acesso ao crédito

O presidente do Sindicato Rural de Porto Velho, Luís Pires, cobrou dos bancos que operam o Programa Nacional de Crédito da Agricultura Familiar (Pronaf) que adotem critérios mais realistas para exigir garantias de crédito, e nos casos de indeferimento do projeto, que o produtor seja logo notificado sobre as razões para imediata correção e possível reapresentação.

“Atualmente, qualquer agricultor que não cria gado de leite ou de corte tem dificuldade para aprovar financiamentos agrícolas”, disse Pires, acrescentando que há grande demanda por frutas na capital, no entanto, quando um agricultor procura o agente para financiar um sistema de irrigação, por exemplo, não consegue porque a garantia que ele oferece não é aceita.

A responsável pela carteira agrícola do banco da Amazônia (Basa), esclareceu que o banco está sujeito às normas do Banco Central ( BC), que muitas vezes contraria a necessidade dos produtores locais. Segundo ela, a maioria dos entraves está ligada a questões legais, como propriedade localizada em áreas de litígio, falta de documentos ou restrições ao crédito. As vezes o problema é apenas um atraso na conta de luz, que termina incluindo o nome do produtor na lista do Serasa/SPC, o sistema de proteção ao crédito.

Para minimizar o problema, o gerente regional da Emater-RO, Hilton Uchoa, informou que todos os escritórios do Território Madeira estarão engajados numa ação para dar velocidade aos planos de financiamento, com segurança para técnicos e produtores rurais. Para isto, serão realizados mutirões para coleta de propostas diretamente nas comunidades rurais.

Ele adiantou que os mutirões são prioridade para o escritório local da Emater em Porto Velho, porque o município tem uma grande demanda por crédito, e o produtor precisa conhecer os critérios e facilidades para contratação de financiamento. “Neste ano são aceitas declarações de posse como documento da terra, desde que esta posse seja mansa e pacífica”, disse o gerente da Emater da capital, Fábio Dutra.

OPORTUNIDADE

O agricultor que tiver um ou mais financiamentos anterior a 31 de dezembro de 2011 tem a oportunidade de liquidá-lo com desconto de até 80% do valor da dívida, isto tanto para mutuários adimplentes como inadimplentes, e quem quitar as dívidas automaticamente estará apto a tomar novos créditos, é o que garante a Lei 13.340, de 28 de setembro de 2016.

A Rondônia Rural Show, que acontecerá em Ji-Paraná de 24 a 27 de maio é considerada uma oportunidade para os produtores fechar bons negócios.

 


Leia Mais
Todas as Notícias

Fonte
Texto: Enoque de Oliveira
Fotos: Robson Paiva
Secom - Governo de Rondônia

Categorias
Agricultura


Compartilhe