Governo de Rondônia
Sábado, 11 de julho de 2020

SAÚDE PÚBLICA

Atendimento psicológico no Cero aumenta a cada mês; maior clientela é da zona Leste de Porto Velho

04 de setembro de 2015 | Governo do Estado de Rondônia

cero1

De fevereiro a julho deste ano,  mais de 16 mil passaram pelo balcão do Cermais de 16 mil pessoas.

Pacientes com transtornos mentais, vítimas de acidentes automobilísticos, domésticos, no trabalho, e até pessoas aparentemente sem problemas de saúde aumentam a frequência aos consultórios psicológicos do Centro de Reabilitação de Rondônia (Cero), em Porto Velho. O número de pessoas atendidas subiu de 49 em fevereiro para 216 em julho, totalizando 856 desde o início do ano. A maioria mora em  bairros da zona Leste.

De 98 atendimentos em fevereiro, o setor completou 244 em março, 270 em abril, baixou para 140 em maio, voltando a aumentar em junho: 191. Em julho alcançou 432, totalizando 1.375 nesse período.

Já o número de procedimentos em sessões diárias cresceu consideravelmente a partir de fevereiro, superado apenas pela fisioterapia adulto e infantil (9.547 procedimentos). Fonoaudiologia ocupa a segunda posição, com 1.338 no período de sete meses.

No total, em sete áreas de atividades, o Cero teve 13.199 pacientes e os procedimentos somaram 16.016, segundo a estatística fechada em 31 de julho.

“Adotamos nova conduta e começamos setembro com perspectivas de melhorar ainda mais”, comentou nesta terça-feira (1º) o coordenador Yargo Machado.

Na semana passada, ele havia confirmado o início do atendimento a pessoas com autismo. Esse transtorno de desenvolvimento geralmente aparece nos três primeiros anos de vida, comprometendo habilidades de comunicação e interação social.

As melhorias anunciadas pelo coordenador implicam também no aproveitamento do trabalho de estagiários acadêmicos de diversas instituições universitárias de Porto Velho. “Este Centro também é uma grande escola”, disse Machado.

Vinculado à Secretaria Estadual de Saúde (Sesau), o Cero funciona na esquina das ruas Petrolina com a Barão do Amazonas, no bairro Mariana, zona Leste da Capital. A maioria dos pacientes pode chegar lá, valendo-se do microônibus que sai diariamente, às 7h30, do ponto em frente à Policlínica Oswaldo Cruz, nas proximidades do Hospital de Base.


Fonte
Texto: Montezuma Cruz
Fotos: Ítalo Ricardo
Secom - Governo de Rondônia

Categorias
Assistência Social, Brasil, Capacitação, Comunicação Interna, Educação, Governo, Inclusão Social, Informativo, Interno, Legislação, Lei da Informação, Meio Ambiente, Municípios, Previdência, Rondônia, Saúde, Serviço, Servidores, Sociedade, Solidariedade, Trânsito, Transporte


Compartilhe