Governo de Rondônia
Domingo, 28 de fevereiro de 2021

INFRAESTRUTURA

Bancada de Rondônia discute infraestrutura viária no Ministério dos Transportes

15 de julho de 2016 | Governo do Estado de Rondônia

Em reunião conjunta com o ministro dos Transportes, Mauricio Quintella, representantes da Empresa Brasileira de Infraestrutura Aeroportuária (Infraero),  Departamento Nacional de Infraestrutura de Transportes (Dnit) e a Agencia Nacional de Aviação Civil (Anac), a bancada federal de Rondônia cobrou soluções, na quarta-feira (13), referentes à manutenção das rodovias, obras dos viadutos de Porto Velho, dragagem do rio Madeira e internacionalização do Aeroporto Jorge Teixeira da capital.

Representantes de Rondônia em reunião no Ministério dos Transportes

Representantes de Rondônia em reunião no Ministério dos Transportes

Maurício Quintella lembrou, que tão logo assumiu o ministério, o presidente da República  interino, Michel Temer, pediu para que reunisse a bancada de Rondônia  e estabelecesse as prioridades para atender ao estado. Segundo ele,  após a aprovação da nova meta fiscal foi possível retomar a manutenção da BR-364. “Nós estamos com o projeto do Crema [Conservação, Restauração e Manutenção de Rodovias], que vai garantir a recuperação estruturada dessa rodovia por inteira”, enfatizou o ministro.

Ainda sobre a BR-364, considerada a espinha dorsal do Estado de Rondônia, Quintela afirmou que o Ministério  dos Transportes tem um projeto de longo prazo para duplicação, que pode ser via concessão ou de investimento público. “Isso é um projeto que nós vamos discutir com a bancada”, disse.

Os viadutos de Porto Velho, a manutenção da BR-435, conclusão do aterro das pontes da BR-429 e estruturação dos aeroportos regionais, estão como prioridade do Ministério dos Transportes, conforme garantiu o ministro. “Nós vamos, junto com a bancada federal do Estado de Rondônia, traçar uma melhor estratégia para resolver esses problemas o mais rápido possível”, afirmou.

Sobre a recuperação do trecho de 46 quilômetros do BR-335, entre os municípios de Colorado d’Oeste e Cerejeiras, na região Sul do estado, o assessor do Ministério dos Transportes, Miguel de Souza, afirmou que a rodovia era uma estrada estadual e que recentemente foi federalizada, e possui uma massa alfáltica de categoria baixa, e que  o Ministério dos Transporte está estudando uma solução mais estruturada para sua adequação.

Ponte no Abunã

Sobre a ponte do rio Madeira, em Abunã, o diretor geral do Dnit, Valter Casimiro, destacou que as obras estão em andamento, mas que, infelizmente, não estão na velocidade que deveriam por conta das restrições orçamentárias.

Com relação à dragagem do Madeira, Casimiro informou que o processo foi iniciado no ano passado, mas houve atraso por conta da burocracia de montagem do edital. “Acredito que a gente vai ter a empresa contratada em 2016, mas infelizmente não há tempo para que essa empresa entre ainda neste ano para fazer a dragagem do rio. É uma dragagem que a gente está chamando de dragagem estruturada. A empresa vai ser contratada para ficar lá dragando o rio por um período de cinco anos”, explicou Casimiro.

Quanto à estruturação do Aeroporto Jorge Teixeira para receber voos internacionais, o superintendente de Desenvolvimento do Estado de Rondônia, Basílio Leandro, destacou que um passo importante foi dado na reunião. Infraero assumiu o compromisso para fazer os investimentos que são necessários para o alfandegamento. Segundo  Basílio, existem empresas aéreas de fora do País que têm interesse em operar internacionalmente em porto velho. “Acredito que num futuro muito próximo estaremos dando uma notícia muito boa para a população de Rondônia”, ponderou.

Participaram da reunião, os senadores Valdir Raupp e Ivo Cassol; os deputados federais Lindomar Garçon, Marinha Raupp, Nilton Capixaba e Mariana Carvalho; o deputado estadual, Léo Moraes; o vice-presidente da Federação do Comércio, Gladstone Nogueira; a superintendente de Integração do Estado de Rondônia em Brasília (Sibra), Elizete Lionel; os prefeitos Antônio Gomes (Cerejeiras) e José Rover (Vilhena); o presidente da Infraero, Antônio Claret; o diretor de Aeroportos da Infraero, Antônio Márcio Jordão; o presidente da Agência Nacional de Aviação Civil (Anac), José Ricardo Botelho; e o secretário de Aeroportos do Ministério dos Transportes, Portos e Aviação Civil, Leonardo Cruz.


Leia Mais
Todas as Notícias

Fonte
Texto: Zózimo Macedo
Fotos: Zózimo Macedo
Secom - Governo de Rondônia

Categorias
Infraestrutura, Obras, Rondônia


Compartilhe