Governo de Rondônia
Segunda, 15 de julho de 2019

PLANEJAMENTO

Barco Hospital Walter Bártolo retoma atendimentos médicos a partir de abril deste ano

25 de março de 2019 | Governo do Estado de Rondônia

Itinerário prevê atendimento a centenas de moradores de 10 Comunidades Ribeirinhas

 

A Unidade de Saúde Social Fluvial Walter Bártolo, o chamado Barco Hospital, que atende comunidades ribeirinhas, indígenas e população quilombolas do Vale do Guaporé, deve retomar suas atividades, suspensas desde dezembro do ano passado, segundo relatório técnico da Secretaria Estadual de Saúde (Sesau), a partir do dia 29 de abril deste ano.

O secretário estadual de Saúde, Fernando Máximo, esteve em Guajará-Mirim no início desta semana para conhecer as instalações do Barco Hospital, ver necessidade de melhorias, conseguir as autorizações para regularizar a unidade e as atividades perante à Marinha do Brasil (certificadora) para que se possa navegar dentro da legalidade e com mais segurança, além de traçar cronograma para atendimentos.

Secretário confere conservação de equipamentos médicos

De acordo com a Gerência de Programas Estratégicos em Saúde (GPES), da Sesau, o objetivo do barco é a expansão dos serviços de saúde e de cidadania às populações ribeirinhas, quilombolas e indígenas que se encontram na região do Vale do Guaporé e Mamoré na abrangência dos municípios de Alta Floresta do Oeste, Alto Alegre dos Parecis, Costa Marques, Guajará-Mirim, Pimenteiras do Oeste e São Francisco do Guaporé.

Trata-se de uma ferramenta importante utilizada pelo governo de Rondônia para levar atendimento em Saúde para uma área de difícil acesso. Nas dez viagens realizadas pelo Barco Hospital, foram atendidas 14.851 pessoas. Deste total, 498 bolivianos. O número de procedimentos realizados chega a 88.714, com 5.447 atendimentos médicos e 3.191 atendimentos odontológicos. No mesmo período, foram realizados 9.823 exames e entregues 49.096 medicamentos, aponta o relatório técnico da Saúde.

De acordo com a GPES, o planejamento estratégico engloba ações que abrangem as seguintes áreas: Saúde da Mulher; Saúde do Homem; Saúde da Criança; Saúde do Idoso, com destaque para: atendimento médico; atendimento odontológico; consultas especializadas de enfermagem; consultas especializadas de assistência social; serviços de apoio diagnóstico terapêutico (análise clínica de microscopia básica, coleta de exame preventivo, ultrassonografia, eletrocardiograma); pequenos procedimentos; atendimentos de urgência e emergência e vacinação.

Segundo a Sesau, a missão do Barco Hospital é promover atendimento humanizado e diferenciado em saúde e assim propiciar uma qualidade de vida mais digna. Proporcionar extensão dos benefícios sociais e garantir cidadania à população.  Buscar o bem-estar social de toda comunidade.

Estamos trabalhando para transformar a embarcação em Unidade de Saúde Social de alta qualidade onde a prestação de serviços seja diferenciada e sirva como exemplo para as demais, reconhecida pelos parceiros e modelo de sustentabilidade. Implantação de uma gestão competente e sinergia entre todas as equipes que colaboram para o funcionamento adequado, destaca o relatório técnico da Sesau.

Leia mais:

 Doutores sem fronteiras utilizam Barco Hospital Walter Bártolo para realizar 5 mil procedimentos de saúde no Baixo Madeira

 Mais de 14 mil procedimentos são realizados na 9ª expedição do Barco Hospital Walter Bartolo em comunidades ribeirinhas de Rondônia


Fonte
Texto: Zacarias Pena Verde
Fotos: Daiane Mendonça e Ítalo Ricardo
Secom - Governo de Rondônia

Categorias
Governo, Inclusão Social, Infraestrutura, Municípios, Rondônia, Saúde


Compartilhe