Governo de Rondônia
Terça, 09 de março de 2021

PREÇO DO BOI

Cadeia produtiva da carne avalia pauta do Grito da Pecuária em reunião no dia 15

05 de fevereiro de 2016 | Governo do Estado de Rondônia

Para debater a pauta de reivindicações do manifesto denominado “Grito da Pecuária”, que busca a melhoria do preço da arroba do boi pago pelos frigoríficos aos criadores em Rondônia, o governo do estado confirmou  reunião da cadeia produtiva da carne para o próximo dia 15, a partir das 15h, no auditório do prédio Pacaás Novos, Palácio Rio Madeira, em Porto Velho. De acordo com o secretário de Estado da Agricultura, Evandro Padovani, o objetivo do encontro é colocar na mesa representantes dos produtores, classe produtiva, politica e indústria.

Preço da carne bovina é o foco das discussões da cadeia produtiva rondoniense

Preço da carne bovina é o foco das discussões da cadeia produtiva rondoniense

Confirmaram participação na reunião, os representantes das principais indústrias frigorificas do estado: JBS Foods, Minerva Foods, Tangará Foods, Marfrig Global Foods, Frigon, Distriboi e da Associação Brasileira das Indústrias Exportadoras de Carne (Abiec).

“O governo do estado está fazendo a interlocução entre a indústria e os produtores. Estaremos recebendo a pauta de reivindicações dos produtores e discutindo junto com a indústria”, afirmou Padovani.

Para o presidente da Federação da Agricultura e Pecuária do Estado de Rondônia (Faperon), Hélio Dias, o setor produtivo da carne tem que estar equilibrado. “Buscamos o entendimento entre os produtores e a indústria, queremos o restabelecimento dos preços em todas as praças no estado”, argumentou Dias.

Ele disse, ainda, que todas as reivindicações dos produtores durante o ciclo de reuniões do “Grito da Pecuária” realizadas pela federação foram inseridas nesta pauta, que será discutida durante a reunião.

Como parte das discussões, a busca de novos mercados será levada à pauta pela Seagri. “Precisamos alinhar as ações para a adesão de novas propriedades ao Sistema Brasileiro de Identificação e Certificação de Bovinos e Bubalinos (Sisbov) e conseguirmos habilitar o estado ao mercado europeu e à sistematização de processo de pagamento de tipificação de carcaça. Essas ações são embasadas pelas excelentes condições sanitárias que o estado oferece”, atestou Evandro Padovani.


Leia Mais
Todas as Notícias

Fonte
Texto: Dhiony Costa e Silva
Fotos: Dhiony Costa e Silva
Secom - Governo de Rondônia

Categorias
Agropecuária, Economia, Governo, Indústria, Rondônia


Compartilhe