Governo de Rondônia
Sexta, 16 de abril de 2021

ACORDO COLETIVO

Caerd e Sindur se reúnem para analisar reivindicações de trabalhadores

23 de maio de 2014 | Governo do Estado de Rondônia

9 - caerd e sindur

A comissão executiva de negociação de empregados da Companhia de Águas e Esgotos de Rondônia (Caerd) recebeu na tarde desta quinta-feira (22) representantes do Sindicado dos Urbanitários de Rondônia (Sindur), para juntos analisarem a proposta do Acordo Coletivo de Trabalho 2014/2016. Na pauta estão inclusos itens como reajuste salarial, adicional de insalubridade e periculosidade, ticket alimentação, vale transporte e jornada de trabalho.

O presidente da comissão de negociação Luciano Walério Lopes Carvalho, convocou o Sindur para deliberar sobre as reivindicações onde anunciou a publicação da Resolução da Diretoria concedendo o índice de 5,81% de reajuste com efeito retroativo a primeiro de maio, percentual que aguarda somente a aprovação do Conselho de Administração da Caerd, o que deve ocorrer no próximo dia 30.

Alguns avanços na negociação já podem ser destacados, como o acordo entre as partes nas cláusulas oitava, nona e décima que tratam da insalubridade, periculosidade e penosidade. Segundo a comissão de negociação, as demais cláusulas ainda não foram ajustadas porque dependem do estudo de impacto orçamentário. “Nosso desejo é dar o aumento que os servidores merecem, no entanto temos que ser cautelosos e analisar as dificuldades financeiras que a Caerd vive. Não temos caixa suficiente para atender conforme a proposta do sindicato”, explicou o presidente da comissão.

Luciano Walério fez questão de reforçar o desejo da Caerd em buscar um acordo que atenda os anseios de ambas as partes e seus impedimentos legais, como a recomendação do Ministério Público contrária à proposta do Sindur, em razão da delicada situação financeira da Companhia. Tal manifestação foi entregue ao sindicato para conhecimento legal.

Uma nova rodada de negociação está marcada para a próxima segunda-feira. O presidente da comissão disse que espera chegar a um acordo final. “Estamos dispostos a negociar e a manter um diálogo aberto com o sindicato, se há negociação não tem porque a greve acontecer”.


Leia Mais
Todas as Notícias

Fonte
Texto: Luciane Gonçalves
Fotos: Newton Sérgio
Secom - Governo de Rondônia

Categorias
Saneamento


Compartilhe