Governo de Rondônia
Sábado, 08 de maio de 2021

PREVENÇÃO

Campanha ‘Arma não é brinquedo’ será lançada dia 7 de dezembro em Rondônia

02 de dezembro de 2016 | Governo do Estado de Rondônia

Comandante considera que armas de brinquedos estimulam violência

Comandante considera que armas de brinquedos estimulam violência

‘‘Estávamos preparados para enfrentar adultos, mas temos nos deparado com adolescentes, e até crianças em crimes e alguns utilizando armas de brinquedo’’, contou o comandante do 1° Batalhão da Polícia Militar, tenente coronel Antônio Matias de Alcântara. Este ano, pelo menos dez ocorrências de delitos com uso de armas de brinquedo foram registradas pelo batalhão.

Mais que uma brincadeira, o uso de armas infantis é considerado um estímulo para a prática da violência. Diante da problemática, o 1°BPM criou o projeto ‘‘Arma não é brinquedo’’, cuja campanha acontecerá de 7 de dezembro deste ano a 7 de junho de 2017, com a troca de armas de brinquedos por livro e outros divertimentos infantis. O projeto conta com o apoio do Ministério Público de Rondônia, Poder Judiciário, Assembleia Legislativa e o setor de Segurança Pública.

‘‘Vamos espalhar vários pontos de arrecadação em todo o estado, a expectativa é recolher cinco mil armas de brinquedo que ao final da campanha serão destruídas em local público’’, afirmou o comandante.

Além dos quartéis de todo o estado, o aeroporto e rodoviária da capital, a Assembleia Legislativa e o Ministério Público de Rondônia servirão de ponto de apoio para a campanha. O comandante pretende também contar com a parceria do setor comercial de Porto velho para expandir os locais de arrecadação.

PIONEIRISMO

Para o comandante, é preciso ir além. Ele apresentará ainda neste mês na Assembleia Legislativa a proposta de tornar o Estado de Rondônia pioneiro na criação de uma lei que proíba a venda de armas de brinquedo. A mesma proposta também será apresentada ao Juizado da Infância e Juventude do Ministério Público e à Ordem dos Advogados Brasileiros, Seção Rondônia (OAB-RO).

‘‘Quando a gente dá uma arma de brinquedo para uma criança, isso aguça a curiosidade, e ela passa toda a agressividade que tem para aquela arma de brinquedo. É brinquedo, mas acaba estimulando a violência, e a gente não resolve nossos conflitos através de arma’’, destacou o comandante que acredita que mais que repreensão, é preciso investir na prevenção.

O 1° Batalhão da Polícia Militar desenvolve, através do Núcleo de Polícia Comunitária, oito projetos sociais, e tem visto o resultado de mostrar para a sociedade o outro lado da polícia, aquela que está presente antes dos crimes acontecerem, que entra nas comunidades mais carentes, e com maior incidência de crimes, e mostra que é possível ‘‘virar o jogo’’ sem disparar um tiro, mas através de educação, esporte e conscientização.

Estudante participa do projeto Um dia no quartel

Estudante participa do projeto Um Dia no Quartel

O projeto ‘‘Arma não é brinquedo’’ também busca mudar a imagem dos policiais perante a sociedade. ‘‘Hoje a gente verifica que as crianças imitam mais os bandidos do que os policiais, e é justamente isso que queremos reverter’’, afirmou. O 1°BPM tem conseguido quebrar a barreira do distanciamento da sociedade com os policias através de iniciativas de cunho social.

PROJETOS

Sou mais que vencedor – Dos oito projetos sociais realizados pelo 1°BPM, o ‘‘Sou Mais que Vencedor’’ serve de exemplo de como é possível transformar vidas através do esporte. Há cerca de quatro anos em funcionamento, a iniciativa é realizada na Escola Estadual Governador Jesus Bulamarque Hosannah, em Porto Velho.

Cerca de 1,4 mil estudantes já foram beneficiadas pelo projeto ao longo desses quatro anos com aulas de artes marciais. ‘‘Aquilo que o esporte não recuperar, só Deus. Toda criança que pratica esporte tem saúde, aprende a dividir, ter espírito de liderança. Nunca vi ninguém que tenha entrado nos esportes e tenha se perdido’’, apontou o comandante.

Um dia no Quartel – Esse é outro projeto que tem feito a diferença. A proposta é simples. A visita de estudantes da rede pública de ensino a estruturas de segurança pública de Rondônia. A ideia é mostrar que a polícia está a serviço da sociedade e ao mesmo tempo incentivar os próprios policiais a darem um novo sentido à missão que possuem.

‘‘Protegemos a vida de todos com a nossa própria vida’’, afirmou o comandante. Os estudantes que participam da visita que acontece uma vez ao mês recebem uma cesta básica e mais um kit que inclui camiseta, caneca e um calendário personalizado. O projeto atendeu a 37 crianças desde que foi criado em novembro de 2015, e tem 500 na fila de espera.

Sabadão na praça – O evento acontece a cada três meses na praça do bairro Cohab, zona Sul de Porto Velho. Durante a iniciativa são oferecidos serviços de cidadania, saúde e lazer. Uma nova edição do evento está prevista para dezembro. No último mutirão, mais de 800 pessoas foram atendidas.

Sabadão na Praça oferece serviços de cidadania e lazer para a comunidade

Sabadão na Praça oferece serviços de cidadania e lazer para a comunidade

1° Batalhão em ação – A rádio comunitária da PM é uma iniciativa que busca levar até a comunidade informações relevantes sobre o que acontece na sociedade, assim também como receber dos cidadãos demandas na área da segurança pública que precisam ser solucionadas.

Ciclo patrulha – O patrulhamento é feito por oito policiais miliares em bicicletas no complexo da Estrada de Ferro Madeira- Mamoré e nas avenidas comercial do centro e zona Sul da capital.

Patrulha escolar – Todas as 56 escolas localizadas na área de competência do 1° BPA, sendo 37 delas estaduais, são visitadas pela Patrulha Escolar realizada por três equipes de policiais de segunda a sexta-feira. O comandante aponta que a tecnologia tem ajudado a melhorar a comunicação entre a PM e as escolas.

‘‘Fizemos um grupo de whatsaap com diretores de todas essas escolas e eles nos comunicam quando a necessidade de uma viatura no local e também passamos dicas de segurança através desse grupo. É uma iniciativa simples, mas funciona’’, garante.

Diga não ao crack – É um concurso de redação em escolas públicas de Rondônia com o tema ‘‘Diga Não ao Crack’’. Na edição deste ano, as redações serão selecionadas por uma equipe de educadores e os três primeiros colocados ganharão brindes.

Guarnição de visita – A iniciativa tem como objetivo oferecer apoio ao cidadão após a ocorrência, identificar quais as necessidades e tomar providências junto aos demais órgãos para resolver as pendências burocráticas.

GUARDAS-MIRINS

‘‘A gente é treinado para combater o criminoso, mas se eu trabalho a prevenção, eu consigo não ter problemas com a repressão. Foi assim que eu pensei quando cheguei a Guajará-Mirim e implementei as guardas-mirins’’, contou o comandante, garantindo que fará o mesmo em Porto Velho.

De acordo com o comandante, a implantação de guardas-mirins na capital já tem data certa para acontecer – 7 de março de 2017. O investimento no projeto já está garantido através de emenda parlamentar. A proposta é que 240 estudantes de escolas públicas de Porto Velho façam parte da iniciativa, que consiste na formação moral e ética.

APOIO

O 1°BPM vem colhendo resultados de todos os esforços em investir na prevenção. O principal deles é a aproximação com a sociedade. O soldado da Base Aérea Rafael Cortez viu no batalhão a oportunidade de conseguir apoio para uma atividade que desenvolverá com jovens que fazem parte do projeto Desbravadores, da Igreja Adventista do Sétimo Dia.

‘‘Vamos participar de um acampamento e estávamos precisando de bandeiras para fazer o hasteamos, e foi aí que tive a ideia de pedir ajuda ao 1° Batalhão. Admiro muito o batalhão, e com fé em Deus um dia estarei trabalhando junto com eles’’, contou o jovem que se inspira no trabalho do 1°BPM para também seguir carreira na Polícia Militar. ‘‘Tudo o que for para trazer de volta os valores, o civismo, a disciplina, a gente incentiva’’, destacou o comandante.

Leia mais

Polícia Militar de Rondônia dá início à nova etapa de combate à criminalidade no residencial Orgulho do Madeira em Porto Velho

Coronel Lioberto Caetano foi empossado nesta sexta-feira secretário de Segurança, Defesa e Cidadania de Rondônia

Segurança Pública lança aplicativo para denúncias anônimas em Rondônia


Leia Mais
Todas as Notícias

Fonte
Texto: Vanessa Moura
Fotos: Daiane Mendonça e 1°BPM
Secom - Governo de Rondônia

Categorias
Cultura, Cursos, Educação, Esporte, Governo, Polícia, Rondônia, Segurança


Compartilhe