Governo de Rondônia
Sábado, 15 de maio de 2021

CADASTRO

Candidatos fazem inscrição na Emater e esperam aprovação cadastral

03 de junho de 2014 | Governo do Estado de Rondônia

(Lucimar) Cadastramento para recebimento de aux_lio_02.06.14_Fotos_Daiane Mendon_a (5)

Lucimar França Lopes

Lucimar França Lopes é uma das centenas de pessoas atingidas pela enchente. Ela mora na Balsa, de onde está afastada desde fevereiro, quando foi retirada do local pela Defesa Civil. Atraída pela oportunidade oferecida pelo governo do Estado no Plano  Emergencial Pós-Enchente, Lucimar chegou cedo na Emater para fazer o cadastro e estava em grande expectativa. “Estou torcendo para ser aprovada  e conseguir o benefício do aluguel e do empréstimo”.

Para a dona de casa, o auxílio moradia de R$500,00, que pode chegar a três mil reais, somado a parcela única de mil reais para reforma e consertos  podem chegar em boa hora. “Eu acho que tenho direito, mas vai depender da aprovação do cadastro”, diz consciente. Desabrigada Lucimar está temporariamente  com a filha, que também mora de aluguel. Se receber o benefício vai alugar um  imóvel para morar com o marido e o filho. “A gente sabe que o valor  não é muito, mas pode ajudar muita gente a sair do sufoco, porque está vindo em boa hora”.

A casa na Balsa ainda está desocupada, a espera de autorização da Defesa Civil para retornar, mas uma avaliação parcial foi feita pela dona de casa, que pensa em fazer uma pequena reforma e voltar para o seu endereço o quanto antes. “Passar por tudo isso e ficar nesta dependência de outras pessoas me transformou em uma pessoa diferente”, desabafou Lucimar.

site 01

Eudócia Marcolino

Expulsa da Gleba Cuniã, no Baixo Madeira, a agricultora Eudócia Marcolino há quatro meses está dividindo um teto com uma conhecida no bairro Planalto II. A enchente fez dela uma desabrigada e teve que deixar tudo que tinha  no Remanso Grande. Ela conta que logo que soube que o governo tinha uma proposta para os desabrigados foi logo saber se se enquadraria. “Nesse momento, toda a ajuda é bem-vinda”, salienta. Na Gleba ela e  o marido vivem do cultivo da banana, mandioca e da pesca. Eudócia ainda não retornou a localidade onde mora, mas diz que faz ideia da destruição, mas ainda assim entende que é preciso voltar. “Nossa vida é no campo e não sabemos fazer outra coisa que lidar com a terra e com a pesca”.

Sílvia Uchoa e o marido Ronilson Moraes chegaram a tarde na Emater  com a missão de descobrir em detalhes como se candidatar ao auxílio destinado pelo governo às vítimas da enchente. “Soubemos hoje e viemos aqui para conversar”, destacou Ronilson.  O casal, que  mora no bairro Nacional,  deixou  a casa há três meses, mas devido a necessidade teve  que voltar. “Todo o piso da casa foi destruído”, explicou Sílvia, “se der certo, vamos arrumar as coisas mais urgentes da  casa para a chegada do bebê”.

O cadastramento teve início nesta segunda-feira (02) e se estenderá até o dia 15  de junho, no horário das 8:00 às 18 horas, na sede da Emater. A apresentação de cópias dos documentos pessoais é o primeiro passo para  se efetivar a inscrição.

(Silvia e Ronilson) Cadastramento para recebimento de aux_lio_02.06.14_Fotos_Daiane Mendon_a (8)

Sílvia Uchoa e o marido Ronilson Moraes


Leia Mais
Todas as Notícias

Fonte
Texto: Alice Thomaz
Fotos: Daiane Mendonça
Secom - Governo de Rondônia

Categorias
Agricultura, Assistência Social, Distritos, Economia, Governo, Habitação, Inclusão Social, Rondônia


Compartilhe