Governo de Rondônia
Segunda, 06 de julho de 2020

NOVA VIDA

Carpinteiro sofre acidente e tem mão reimplantada no Pronto-Socorro João Paulo II

26 de fevereiro de 2015 | Governo do Estado de Rondônia

Frank mostra radiografia com o trauma na mão

Frank mostra radiografia com o trauma na mão

A vida de Frank Cassimiro Leite, 20, por pouco não sofreu mudança brusca, no dia 29 de janeiro deste ano, não fosse o atendimento recebido no Hospital e Pronto-Socorro João Paulo II – referência no tratamento de alta complexidade em urgência e emergência em Rondônia.

Frank teve a mão praticamente decepada ao sofrer um acidente de trabalho com uma serra portátil. Foram apenas 40 minutos da hora do acidente até a entrada no centro cirúrgico. Após cinco horas, o carpinteiro teve a mão esquerda reimplantada.

A cirurgia, que consistiu na reconstituição dos tendões, ligamentos e artérias, foi feita por cirurgião vascular do quadro de servidores do estado.

De acordo com Frank Leite, vários médicos disseram que a excelência do atendimento e o espaço de tempo mínimo entre o acidente e a cirurgia foram fundamentais para que a mão não fosse amputada.

Emocionado, Frank diz que tem certeza que Deus manteve o médico que o operou de plantão. Ele acredita que se tivesse sido levado para outra unidade de saúde particular teria perdido a mão, tamanha era a complexidade do trauma.

Após o susto, o trabalhador se recupera bem e deve iniciar a fisioterapia em poucos dias. Ele fez questão de registrar e agradecer o atendimento humanizado que recebeu do médico e da equipe do hospital.”Todos os servidores da emergência foram solidários e deram muita força para que eu não ficasse deprimido”, relatou.

Frank diz que entrou em desespero após o acidente. Seu medo maior era perder a mão. Caso isso ocorresse, em sua avaliação, seria um caos, já que ele é o provedor da família, e na profissão de carpinteiro é impossível trabalhar apenas com uma.

Seus planos a partir de agora é, em primeiro lugar, ampliar o nível de segurança durante o trabalho; e voltar a trabalhar. Para ele, em primeiro lugar Deus, depois a qualidade do atendimento são os responsáveis por ele não ter perdido a mão.


Fonte
Texto: Zacarias Pena Verde
Fotos: Ítalo Ricardo
Secom - Governo de Rondônia

Categorias
Assistência Social, Governo, Inclusão Social, Infraestrutura, Rondônia, Saúde


Compartilhe