Governo de Rondônia
Terça, 25 de fevereiro de 2020

BALANÇO

Centro de Diagnóstico por Imagem realizou mais de 18 mil exames no primeiro ano de atendimento

20 de dezembro de 2019 | Governo do Estado de Rondônia

O Centro de Diagnóstico por Imagem está localizado ao lado Hospital de Base, na avenida Jorge Teixeira

 

Neste sábado (21), o Centro de Diagnóstico por Imagem (CDI) completa um ano de funcionamento na Capital. O CDI é referência em exames de alta complexidade, como ressonância magnética, ultrassonografias, tomografias, raios-x, endoscopia, mamografias, entre outros procedimentos. Desde a inauguração do Centro, em dezembro de 2018, mais de 18 mil exames foram realizados e as filas de espera foram praticamente zeradas.

Toda a estrutura física e equipamentos modernos de alta tecnologia foram entregues pelo governo do Estado, e através de licitação realizada pela Secretaria Estadual de Saúde (Sesau), a empresa terceirizada Mega Imagem, presente em Rondônia há 20 anos, passou a administrar o CDI. Segundo Eucilene de Carvalho, administradora da unidade, durante um ano, quase seis mil exames de ressonância e 3.795 de tomografia computadorizada foram realizados, sendo estes os mais procurados.

 

“Nós realizamos vários mutirões de atendimento desde o início do ano, e conseguimos atualizar os atendimentos e zerar filas de espera. Em poucos dias os pacientes já conseguem fazer exames complexos com ótimos equipamentos e estrutura completa”, destacou Eucilene de Carvalho

 

Antonio sobre ser chamado para fazer o exame: “achei que fosse demorar meses”

Segundo ela, os pacientes que realizam os exames são de várias partes de Rondônia, e até de outros estados, como Amazonas e Acre. Antônio Carlos é um deles e diz que pela primeira vez foi fazer um exame de tomografia no CDI. Ele conta que não esperava ser chamado tão cedo.

“Eu fiquei surpreso quando disseram que eu já podia vir fazer o exame, porque achei que fosse demorar meses. Foi muito rápido e o atendimento é muito bom”, afirmou o paciente.

E para garantir um atendimento de qualidade e ótimo retorno à população, a Sesau disponibilizou, ainda, um coordenador que monitora e fiscaliza se o contrato de prestação de serviço entre o governo e a empresa terceirizada está sendo cumprido.

“Nós temos a autonomia, como está no contrato, de acompanharmos o trabalho e o atendimento que estão sendo feitos, assegurando que a Sesau e a empresa cumpram com o contrato, oferecendo um serviço de qualidade à população. Esse é o nosso maior objetivo”, enfatizou o coordenador do centro, Ribamar Ventura.

Leia mais:

Primeiro implante de marca-passo cerebral é realizado em Rondônia pelo SUS no Hospital de Base, em Porto Velho


Fonte
Texto: Anayr Celina
Fotos: Frank Nery
Secom - Governo de Rondônia

Categorias
Entrevista, Governo, Informativo, Municípios, Rondônia, Saúde, Servidores, Sociedade, Solidariedade


Compartilhe