Governo de Rondônia
Domingo, 09 de maio de 2021

JUSTIÇA

Começa implantação de sistema para mapear população carcerária em Rondônia

18 de maio de 2017 | Governo do Estado de Rondônia

Com uma população carcerária de mais de 11 mil presos distribuídos em 53 unidades prisionais, o Estado de Rondônia começa a utilizar um sistema que facilita a gestão e centraliza informações quantitativas e qualitativas dos custodiados. Servidores que atuam em unidades penitenciárias do estado participaram de treinamento na terça-feira e quarta-feira (17), em Porto Velho, para operar o Sistema de Informações do Departamento Penitenciário Nacional (SisDepen), desenvolvido pelo Serviço Federal de Processamento de Dados (Serpro) para o Ministério da Justiça e Segurança Pública.

O treinamento acontece até amanhã quarta-feira, 17, na Universidade Federal de Rondônia, conta com 20 servidores de unidades prisionais do estado.

OS 20 servidores treinados durante dois dias agora participam da parte prática com a inserção dos dados dos presos no sistema

O treinamento foi realizado na Universidade Federal de Rondônia (Unir) com 20 servidores de unidades prisionais do estado, sob a coordenação do Serpro e do Depen, em parceria com a Secretaria de Estado da Justiça (Sejus).

Após a capacitação, os servidores estão sendo acompanhados nesta quinta-feira (18) e sexta-feira (19) na tarefa de alimentar o SisDepen com dados de custodiados.

A Casa de Detenção José Mário Alves da Silva (Urso Branco), que possui cerca de 500 internos; e a Penitenciária Estadual Feminina, com aproximadamente 150 internas, estão sendo os primeiros estabelecimentos beneficiados pelo sistema.

“Cada custodiado vai receber um código e será possível visualizar fotos do apenado e consultar informações, como quando o detendo ingressou, qual o regime que está cumprindo, se e quando foi transferido, entre outras informações”, disse o instrutor do Serpro, Alexsandro Alves Borges

O SisDepen é uma ferramenta web que tem o objetivo de mapear o sistema penitenciário brasileiro, bem como, centralizar e padronizar as informações sobre toda a população carcerária, estimada em 620 mil pessoas, e sobre as 1.600 unidades prisionais do País, permitindo localizar e quantificar os custodiados do País. A solução também oferecerá informações processuais sobre execução penal de cada preso, o que será possível com a integração ao Sistema Eletrônico de Execução Unificada (Seeu) do Conselho Nacional de Justiça (CNJ).

O Sistema de gestão prisional foi lançado no dia 16 de fevereiro deste ano pelo Serpro e o Ministério da Justiça e Segurança Pública, em cumprimento à Lei nº 12.714, de 14 de setembro de 2012. Desde então, a solução já foi implantada em Tocantins,  Bahia e agora em Rondônia. Já foram realizadas capacitações para integrar o SisDepen a sistemas já existentes de estabelecimentos penitenciários estaduais no Sul, Sudeste, Centro-Oeste, Nordeste e em quase todos os estados do Norte, como o Amazonas, Amapá, Roraima e Pará.

Leia mais:

Sejus apresenta à Comissão de Direitos Humanos da OAB medidas utilizadas para conter princípio de rebelião


Leia Mais
Todas as Notícias

Fonte
Texto: Assessoria Serpro
Secom - Governo de Rondônia

Categorias
Governo, Justiça, Rondônia, Segurança


Compartilhe