Governo de Rondônia
Quinta, 14 de novembro de 2019

Confúcio Moura incentiva pesquisa em lançamento do Prêmio Celso Furtado de Desenvolvimento Regional

19 de março de 2014 | Governo do Estado de Rondônia

Governador chama a atenção para projetos em setores multimodal, hidroviário; desenvolvimento energético através da biomassa, do gás natural e sobre a política de fronteiras

8 _ premio celso furtado_1024x683

Ao participar do lançamento do Prêmio Celso Furtado de Desenvolvimento Regional e do Plano de Desenvolvimento Sustentável (PDES), em conjunto com o Ministério da Integração Nacional (MI), hoje pela manhã, 18, no auditório do Tribunal de Justiça, o governador Confúcio Moura chamou a atenção dos pesquisadores e convocou a sociedade para participar do prêmio, para “ajudar a escrever esta nova página para o estado de Rondônia”.

Para o governador, a falta de integração é o grande problema do país, desde a colonização. “Somos um país muito grande e com diferenças sociais gigantescas. Por isso precisamos de ideias para integrar este país tão diferente”. Complementou afirmando que é preciso “falar de nós mesmos, organizar a sociedade para o crescimento”, pois “a capacidade do desenvolvimento está em nossas mãos”.

Para o secretário de Planejamento, Orçamento e Gestão, George Braga, o prêmio é importante, pois valoriza a questão do pensamento do homem sobre o seu mundo. E ainda, põe em evidência, “um pensador brasileiro que foi Celso Furtado”, explicou.

O Plano de Desenvolvimento Estadual Sustentável (PDES), contará com o apoio do governo federal, que irá pagar a empresa que fará a consultoria para pensar o estado para os próximos 20 anos.

O representante do ministério da integração Nacional, João Mendes da Rocha, pediu maior participação de Rondônia no Prêmio, que na edição anterior contou com cinco projetos inscritos. Salientou a importância de contar com o apoio das instituições de ensino para fomentar o pensamento com a finalidade de encontrar saídas para o estado e o país, lembrou.

8 publico pdes_1024x683

Confúcio Moura sugeriu também temas para quem deseja participar do Prêmio, como realizar projetos para a integração multimodal, incluindo o aproveitamento da hidrovia do Madeira; o desenvolvimento energético através da biomassa, do gás natural e principalmente, construir uma política de fronteiras, “tendo em vista que temos mais de mil quilômetros de fronteias com a Bolívia”, enfatizou.

Sobre o PDES, o governador enalteceu a parceria com o governo federal e explicou que este é um programa não de um gestor, mas de estado, que “servirá para orientar nossos futuros administradores e prefeitos para o crescimento de todas as regiões do estado”, conclui.

O Prêmio Celso Furtado

Este ano, o Prêmio Celso Furtado de Desenvolvimento Regional homenageia Armando Dias Mendes, que foi economista, especializou-se em Planejamento e foi um dos ícones do pensamento crítico sobre o desenvolvimento da Amazônia.

O Prêmio é uma iniciativa do Ministério da Integração Nacional, que tem por objetivo promover a reflexão e o debate sobre o estágio cultural da questão regional brasileira e procura divulgar a Política Nacional de Desenvolvimento Regional (PNDR).

Podem participar e concorrer ao prêmio, teses e dissertações, novos projetos para implantação no território, relato de projetos exitosos. Neste ano, serão distribuídos aos vencedores, mais de R$ 260 mil em prêmios. O regulamento e inscrições podem ser feitas através do site www.integracao.gov.br/premio. Outras informações pelo e-mail premiodesenvolvimento@integracao.gov.br. As inscrições podem ser feitas até 30 de junho.

“Mais do que existencialistas tardios, precisamos ser ‘insistencialistas’ antenados. A senha é esta: não desistir, insistir, insistir, insistir”.


Fonte
Texto: Geovani Berno
Fotos: Ésio Mendes
Secom - Governo de Rondônia

Categorias
Rondônia, Sociedade, Tecnologia


Compartilhe