Governo de Rondônia
Terça, 22 de junho de 2021

Economia

Confúcio negocia dívida com BNDES para atender vítimas da enchente

15 de maio de 2014 | Governo do Estado de Rondônia

BNDESBNDES 017Em razão do estado de calamidade pública pelo qual passa o Estado de Rondônia, o governador Confúcio Moura apresentou em audiência nesta quarta-feira (14), no Rio de Janeiro, uma demanda de reescalonamento da dívida junto ao Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES), que pode resultar numa economia significativa a Rondônia.

A proposta reivindicatória discutida com o presidente  Luciano Coutinho, com o diretor Guilherme Lacerda, técnicos da área de créditos, jurídica e de infraestrutura social do BNDES refere-se aos Programas Emergencial de Financiamento I e II, Programa de Apoio ao Investimento dos Estados e do Distrito Federal (Proinvest), e ao Programa Integrado de Desenvolvimento e Inclusão Socioeconômica (Pidise).

Segundo o governador,  a proposta de reescalonamento da dívida é justamente para sobrar dinheiro visando investimento na política social, e de reconstrução de moradia para os desabrigados, como por exemplo assistência a aluguel, além de recursos para a reposição das lavouras dos pequenos produtores, (bolsa calamidade/bolsa enchente) justamente para atender a população que perdeu todos os seus bens, pelo  período de um ano.

BNDESBNDES 021

“Recebi muitas orientações do BNDES, e uma das sugestões é fazer o uso dos recursos já concedidos pagando os empréstimos mais caros e de longo prazo, com empréstimo de juros mais baratos para ter uma sobra de caixa do próprio recurso do tesouro”, disse Confúcio. Com isso o governo do Estado não fará um novo empréstimo e o entendimento é que o Estado de Rondônia terá uma sobra de dinheiro sabendo amortizar os juros mais caros.

Acompanhou o governador na audiência, a superintendente de Integração do Estado de Rondônia em Brasília, Elizete Lionel.


Leia Mais
Todas as Notícias

Fonte
Texto: Zózimo Macedo - Sibra
Fotos: Zózimo Macedo
Secom - Governo de Rondônia

Categorias
Assistência Social, Governo, Rondônia


Compartilhe