Governo de Rondônia
Sábado, 06 de março de 2021

QUALIDADE

Conheça André, o mineiro que largou o laço para vencer como produtor de cacau em Rondônia

26 de maio de 2017 | Governo do Estado de Rondônia

André Luiz, o campão, e Rafael, o precoce: exemplos na qualidade das amêndoas de cacau

André Luiz, o campão, e Rafael, o precoce: exemplos na qualidade das amêndoas de cacau

O jeito simples de André Luiz Vicente não esconde suas origens. É homem do campo, de pele curtida pelo sol e rosto marcado pelas batalhas diárias. Mas é um campeão. Foi reconhecido formalmente pelo Governo de Rondônia como o produtor das melhores amêndoas de cacau em todo o estado. Mas não está há muito tempo no ramo. Até dois anos e meio atrás era empregado, vaqueiro.

A façanha de André Luiz é resultado, conforme ele, da tecnologia transferida pela Ceplac, a Comissão Executiva do Plano da Lavoura Cacaueira, o órgão responsável pela política nacional da cacauicultura.

“Acho que deixei o emprego de vaqueiro na hora certa”, ressalta o produtor do município de Nova União, que cuida da plantação no assentamento Palmares. Confiante, ele aposta que está a caminho de realizar o sonho de manter uma produção capaz de garantir o conforto da família.

Ainda como vaqueiro, o capixaba dividiu as tarefas durante seis meses. Depois de cuidar do gado, ia para o assentamento plantar e cuidar do cacau.

Para produzir as amêndoas premiadas, André Luiz valeu-se do conhecimento adquirido pela vida na roça e técnicas de manejo. “A fase que se segue à colheita também é importante”, recomenda. Ele veio de Minas Gerais em 1992 com a família.

Pela qualidade das amêndoas, selecionadas em diversas propriedades, o pequeno produtor recebeu  prêmio de R$ 2,5 mil, oferecido por uma empresa privada, e diploma de reconhecimento e louvor. O concurso foi realizado pela primeira vez no estado e reuniu amêndoas coletadas em seis municípios.

O segundo colocado, Rafael Gomes Lima, surpreendeu pela precocidade. Tem apenas 18 anos e trabalha na propriedade com o pai e outros quatro familiares.

Na propriedade de seis alqueires, localizada em Campo Novo de Rondônia, a produtividade é de cinco mil pés de cacau. Como Rafael é de pouca conversa, é o pai, Milton Lima, quem explica que a qualidade adquirida nas amêndoas foi obtida com conhecimento adquirido pela família ao longo do tempo e pela garra.

Segundo Milton, a família veio do Espírito Santo para Rondônia em 1991. Isto significa que Rafael já nasceu na roça.

Leia mais sobre a RRS


Leia Mais
Todas as Notícias

Fonte
Texto: Nonato Cruz
Fotos: Bruno Corsino
Secom - Governo de Rondônia

Categorias
Agricultura, Governo, Tecnologia


Compartilhe