Governo de Rondônia
Sábado, 31 de julho de 2021

POLÍTICA PÚBLICA

Criação do Fórum de Secretários de Comunicação da Amazônia Legal é oficializada em Rondônia

04 de maio de 2017 | Governo do Estado de Rondônia

Na reunião procuradores avaliaram proposta do de criação do Consórcio Interestadual de Desenvolvimento Sustentável da região

Assessores de governos debateram e oficializaram o Fórum de Secretários de Comunicação da Amazônia

A criação do Fórum de Secretários de Comunicação da Amazônia Legal foi oficializada nesta quinta-feira (4) em Rondônia durante 14º Fórum de Governadores da Amazônia Legal. O fórum é considerado um grande salto para a comunicação governamental, que começa a ser enxergada como política pública e estratégica para os avanços no desenvolvimento econômico, social e sustentável da região.

A diretora executiva da Superintendência de Comunicação de Rondônia (Secom), Edna Okabayashi, anfitriã do encontro, ressaltou a importância do fortalecimento da comunicação governamental na Amazônia Legal. ‘‘É um marco histórico que o Fórum de Secretários de Comunicação da Amazônia Legal nasceu em Rondônia, neste dia memorável. Para nós, da Comunicação Pública, é motivo de orgulho e celebração’’, destaca.

Proposto em 26 de janeiro deste ano durante 13º Fórum de Governadores da Amazônia Legal em Macapá e oficializado nesta quinta-feira, o fórum vem para romper barreiras históricas. ‘‘A comunicação pública não era pensada enquanto política pública. O que nós propomos é trabalhar junto com executivos e secretários para que eles compreendam a comunicação como parte do arcabouço de políticas públicas governamentais’’, avalia a diretora.

‘‘Queremos mostrar através do fórum que a comunicação governamental não é apenas responsável pela divulgação das ações de governo, e sim, que ela é um instrumento importante de gestão, tendo que atuar junto aos processos decisórios de políticas públicas de governo’’, reforça o secretário de Comunicação do Pará e coordenador do fórum, Daniel Nardin.

Também é o que acredita o secretário de Comunicação de Roraima, Gustavo Abreu. ‘‘Esse fórum é fundamental para o compartilhamento de experiências, elaboração de soluções conjuntas e a promoção do desenvolvimento sustentável da Amazônia Legal. Mas queremos mudar esse olhar tradicional sobre a comunicação de que só trabalha divulgando ações e gerenciando crises, e sim, de atuar na concepção das políticas públicas’’, disse.

‘‘O fórum vem para consolidar os nove estados que compõem a Amazônia Legal, e quando trabalhamos de forma conjunta, passamos a ter uma visão macro, e assim alcançar visibilidade em mídias não convencionais’’, avalia a secretária de Comunicação do Tocantins, Kenia Borges.

Coordenador do fórum de comunização,

Coordenador do fórum de comunicação, Daniel Nardin

CONSTRUÇÃO COLETIVA

Durante o encontro, representantes dos estados da Amazônia Legal finalizaram o estatuto de criação do fórum e iniciaram discussões sobre as próximas propostas a serem executadas. Diretrizes e metas construídas coletivamente. ‘‘Nós termos ações mais efetivas, campanhas mais fortes divulgando a marca Amazônia quando trabalhamos coletivamente’’, disse o secretário de Comunicação do Pará.

O secretário de Comunicação do Amazonas e secretário-executivo do fórum, Amaral Augusto de Souza, ressaltou que o fórum vem para promover mudanças. ‘‘Precisamos quebrar o estigma da Amazônia intocada, um grande maciço verde, existem pessoas aqui e elas são os focos das políticas públicas. Os projetos de desenvolvimento da Amazônia podem ser sim executados de maneira sustentável’’, afirma.

Para a assessora especial de Comunicação da Vice-Governadoria do Maranhão, Maria Cristina Ribeiro, o estado está engatinhando ainda nessas discussões integradas e que ganharam maior ênfase a partir do governo atual. ‘‘Percebemos que enquanto os estados caminhavam de maneira individual pouco se avançou, mas a partir do momento que eles enxergam a questão ambiental, econômica e social de forma integrada, começam a caminhar melhor e mais rápido’’, avalia.

Com experiência em construções coletivas, a assessora de imprensa do governo de Mato Grosso, Naiara Takahara, acredita que a participação do estado no fórum vem para somar esforços positivos no desenvolvimento da Amazônia Legal. ‘‘ O Mato Grosso tem duas importantes experiências em construções coletivas: a Estratégia PCI, que consiste em desenvolver integradamente a parte de produzir, conservar e incluir e envolve o governo do estado, empresa privada e a sociedade civil; e outra experiência é o consórcio Brasil Central, que trabalha para que o desenvolvimento da região Centro-Oeste aconteça de forma transversal. E agora queremos colaborar também na Amazônia Legal’’, afirma.

Destino: Amazônia

‘‘A partir do momento que o fórum une esforços de todos os secretários da Amazônia Legal, assim como já acontece com os governadores, que foi uma referência para nós, permitirá dar uma maior projeção para a Amazônia’’, considera a secretária de Comunicação do Acre e vice-coordenadora do fórum, Andréa Zílio.

Segundo ela, articulações para projetar a Amazônia Legal internacionalmente estão sendo propostas. ”A partir da criação do fórum nós pleiteamos junto ao Ministério de Turismo uma campanha nacional e internacional que desse maior projeção para a Amazônia, e essa sugestão foi acatada e será apresentada amanhã [quinta-feira – 5] aos governadores, e isso já é fruto do fórum’’, aponta a secretária de Comunicação do Acre.

‘‘Nós temos visto uma campanha de mídia pelo governo federal promovendo o Nordeste, que já trabalha muito bem isso enquanto região porque eles têm governos mais unidos. Então nós vamos buscar uma campanha que não divulgue os estados amazônicos isoladamente, mas sim, que divulgue a Amazônia’’, explica secretário de Comunicação do Pará.

Leia mais notícias sobre o 14º Fórum de Governadores da Amazônia legal


Leia Mais
Todas as Notícias

Fonte
Texto: Vanessa Moura
Fotos: Daiane Mendonça
Secom - Governo de Rondônia

Categorias
Evento, Governo, Rondônia, Servidores, Sociedade, Turismo


Compartilhe