Governo de Rondônia
Sábado, 31 de julho de 2021

Dependência química

Dependência química: atividades em grupo sensibilizam e fortalecem familiares

16 de maio de 2014 | Governo do Estado de Rondônia

IMG_5349Toda quinta-feira, familiares e dependentes químicos que acessam os serviços da Sepaz participam de rodas de terapia comunitária integrativa e de palestras temáticas, no Centro de Referência de Prevenção e Atenção à Dependência Química (Crepad).

O trabalho é coordenado pela equipe técnica multidisciplinar que, diariamente no Crepad também realiza atendimentos psicossociais e visitas domiciliares motivacionais junto às famílias afetadas pelo abuso e dependência do álcool e outras drogas.

Nestes encontros os participantes relatam suas dificuldades, expressam seus anseios e suas expectativas no acolhimento e recebem orientação da equipe do governo de Rondônia, que busca promover a sensibilização e fortalecimento do familiar e dependente químico para adesão ao processo de tratamento voluntário com encaminhamento para os atendimentos existentes na rede do município e, se houver necessidade, viabilizar o processo para a internação.

Para  V.S.M., um dos participantes do encontro desta quinta-feira (15), as atividades em grupo são muitos importantes, “nas rodas e nas palestras aprendo a lidar com esta doença e noto que não estou sozinho nesta luta”, conclui.

V.S.M e familiares participam das atividades no Crepad, desde dezembro de 2013, quando a irmã de 39 anos e dependente química desde os 15, foi atendida pela Sepaz e está há dois meses no município de Presidente Médici, internada em uma das vagas disponibilizadas pelo governo.

Para participar dos grupos de apoios os dependentes químicos e familiares devem procurar atendimento no Crepad, localizado na Rua Rafael Vaz e Silva, 3041 – Bairro Liberdade, Porto Velho (prédio do antigo Hospital Infantil Cosme Damião), telefone: 3218-2963, CEP:78904-120. E-mail: coord.psd.sepazro@gmail.com – site: www.sepaz.ro.gov.br, que tem como proposta garantir que  a pessoa acesse a rede de serviços, seja acolhida e tenha a motivação necessária para permanecer em tratamento.


Leia Mais
Todas as Notícias

Fonte
Texto: Lúcia Reis
Fotos: Lúcia Reis
Secom - Governo de Rondônia

Categorias
Assistência Social, Governo, Rondônia, Sociedade


Compartilhe