Governo de Rondônia
Terça, 18 de maio de 2021

PREVENÇÃO

Desabrigados recebem orientações de técnicos da Agevisa

22 de abril de 2014 | Governo do Estado de Rondônia

arlete baldez -01Com o tema “quem tem conhecimento se previne mais”, o governo de Rondônia, através da Agência Estadual de Vigilância em Saúde (Agevisa), realizou nesta terça-feira, uma série de palestras para a maioria das famílias desabrigadas pela cheia do Madeira, sobre os cuidados que todos devem ter no retorno após a vazante.
Uma verdadeira força-tarefa formada por técnicos da Agevisa, Secretaria Estadual de Saúde (Sesau), Secretaria Estadual de Educação (Seduc), técnicos da prefeitura de Porto Velho, e Ministério da Saúde (MS), falou sobre a importância de seguir todas as orientações sobre os cuidados individuais e coletivos na volta para casa, na prevenção de doenças como hepatite A, leptospirose, diarreias, além de ataques de animais peçonhentos.
De acordo com a diretora-geral da Agevisa, Arlete Baldez, a meta é fazer com que pelo menos duas pessoas de cada família possa ser um multiplicador.
familias desabrigadas
Arlete afirma que a receptividade em todas as palestras sobre os riscos de contaminação é a melhor possível. O que os técnicos querem, segundo ela, é que todas as informações absorvidas sejam postas em prática durante o retorno para casa.
A diretora-geral da Agevisa afirma que pelo menos 500 pessoas – entre técnicos, enfermeiros e professores –estão envolvidas neste trabalho de conscientização dos atingidos pela cheia do rio Madeira.
Este trabalho foi formatado para funcionar como uma grande rede de multiplicadores para a difusão de informações importantes sobre prevenção de doenças. Ele envolve segmentos da sociedade, mas terá como ponto de partida, após esta fase, a Educação, no caso as escolas, professores e alunos, que irão levar a mensagem à comunidade. Só após esta fase, a operação entrará nos bairros e áreas mais afetadas pela cheia.
Apesar de começar pela Capital – local com maior número de famílias desabrigadas – a operação será estendida para todos os municípios do Estado afetadas pela cheia. Estima-se que ainda haja mais de 30 mil pessoas atingidas pela cheia em Rondônia.
desabrigada rose silva-2
Prevenção
De acordo com Arlete Baldez, foram distribuídos panfletos com informações didáticas, de simples entendimento, sobre doenças trazidas pela contaminação da água.
Além destas informações, uma equipe da Vigilância da Qualidade da Água para o Consumo Humano (Vigiágua), orientou sobre como usar o hipoclorito de sódio de forma correta.
Centenas de tabelas mostrando como utilizar o produto foram entregues durante as palestras. A Vigiágua orientou, também, como desinfectar as casas que foram tomadas pela água contaminada da enchente.


Leia Mais
Todas as Notícias

Fonte
Texto: Zacarias Pena Verde
Fotos: Ítalo Ricardo
Secom - Governo de Rondônia

Categorias
Governo, Habitação, Infraestrutura, Rondônia, Saúde, Solidariedade


Compartilhe