Governo de Rondônia
Segunda, 01 de março de 2021

INADIMPLÊNCIA

Dívidas acumuladas levam Caerd a interromper fornecimento de água em prédios públicos

27 de maio de 2014 | Governo do Estado de Rondônia

O fornecimento de água em diversos estabelecimentos públicos da Capital e interior do Estado deve ser interrompido nos próximos dias pela Companhia de Águas e Esgotos de Rondônia (Caerd). A medida tem como principais metas a redução da inadimplência no setor, bem como resgatar recursos não recolhidos por serviços prestados.

Faltas de pagamento sofrerão cortes

Faltas de pagamento sofrerão cortes

Um relatório de contas em atraso, elaborado em abril pela Superintendência de Operações Comerciais da Caerd, apontou que a inadimplência de imóveis públicos municipais e federais ultrapassa os R$ 44 milhões em contas vencidas, com alguns débitos em atraso há mais de 10 anos.

A Caerd mantém um diálogo com os entes públicos no intuito de conscientizá-los a quitar os débitos. Periodicamente são encaminhadas notificações especiais com os valores devidos e os meios para solver as pendências. “Algumas prefeituras têm demonstrado interesse em pagar e estão negociando conosco uma forma viável para ambas as partes”, explica o diretor comercial da Caerd, Walmir Brito. Já o governo do Estado optou por uma forma mais prática, todos os pagamentos da Companhia são realizados através do débito automático, facilidade para a administração pública e segurança para a Caerd fazer os planejamentos orçamentários.

8 - walmir brito, diretor comercial da caerd

Walmir Brito, diretor comercial da Caerd

O diretor informa ainda que todos os órgãos públicos em débito até dezembro de 2013, que foram notificados e não responderam às tentativas de acordo, serão cobrados através de representação encaminhada ao Tribunal de Contas do Estado. Outra medida já em prática é a interrupção do fornecimento de água em todos os estabelecimentos públicos que não sinalizaram interesse na negociação, com exceção aos serviços essenciais como escolas, creches, hospitais, postos de saúde e presídios. “Nossa missão é prestar serviços de excelência à população, principalmente àquelas que pagam rigorosamente em dia, no entanto precisamos de um caixa adequado para investir e melhorar a cada dia a prestação dos serviços. Também não é justo cobrarmos o cidadão e não fazer o mesmo com o poder público”.


Leia Mais
Todas as Notícias

Fonte
Texto: Luciane Gonçalves - Assessoria Caerd
Fotos: Ésio Mendes e arquivo Caerd
Secom - Governo de Rondônia

Categorias
Água


Compartilhe