Governo de Rondônia
Terça, 22 de maio de 2018

CIDADANIA

Edição regional do projeto Rondon, Operação Teixeirão é encerrada após 18 dias de atividades em Rondônia

05 de fevereiro de 2018 | Governo do Estado de Rondônia

Daniel Pereira: Operação Teixeirão deve continuar como política de Estado.

Após 18 dias de atividades nos municípios de Alto Alegre dos Parecis, Vale do Paraíso, São Francisco do Guaporé, Mirante da Serra, Nova União, Vale do Anari, Governador Jorge Teixeira, Theobroma e Ji-Paraná, universitários e professores da Operação Teixeirão, edição regional do Projeto Rondon, se reuniram no Teatro Guaporé em Porto Velho no sábado (3) para o encerramento dos trabalhos.

Momento festivo, com histórias para contar, estudantes de instituições sorteadas pela coordenação da Operação Teixeirão se apresentaram no palco, e um video produzido pela equipe de comunicação da Uniron (União das Escolas Superiores de Rondônia) resgatou brevemente a trajetória do ex-governador Jorge Teixeira de Oliveira e expôs depoimentos de moradores que tiveram contato com os teixeiristas etambém suas próprias vivências.

“A receptividade da comunidade foi muito boa, fiquei maravilhada com o projeto, com sua grandiosidade. Antes de ir embora choramos. Pelo conhecimento que levamos e por muito mais conhecimento que trouxemos. A mala foi vazia e voltou bem cheia, cheia de conhecimento, de trocas e experiências”, disse a universitária de Serviço Social do 8º período da Fimca (Faculdades Integradas Aparício Carvalho), Elizabeth Amorim.

Ela esteve em Theobroma onde, segundo contou, há expressiva população de idosos, os quais gostam muito de dançar. “Fizemos forró na praça todo dia”, relatou, após contar que as oficinas noturnas foram transferidas para que a dança tivesse espaço na socialização da comunidade.

O vice-almirante Victor Cardoso Gomes, coordenador-geral do Projeto Rondon, disse que a iniciativa é um grande projeto de transformação. “Essa é a essência do projeto porque permite uma transformação muito grande naqueles que recebem e naqueles que levam as ações. Afinal de contas há uma inversão: quem foi para levar, colheu e quem estava para colher levou e deu. É uma coisa magnifica esse projeto”, disse.  O vice-almirante disse também que sem o apoio irrestrito do governo do estado a Operação Teixeirão não teria acontecido.

Elizabeth: mala voltou cheia de conhecimento, trocas e experiências.

Para o vice-governador Daniel Pereira, que se encontrou com os teixeiristas nos municípios em que as oficinas ocorreram, disse que a ideia por si só não vale muita coisa;  o que vale é sua execução. Ressaltou a ideia concebida de fazer um projeto regional do professor Helder Risler, diretor Técnico-Legislativo do governo, e se não houvesse a iniciativa de procurar um a um dos atores que participaram do processo a ideia não teria ido para frente. “Parabéns professor pela ideia executada”, declarou.

“Acredito que as pessoas que chegaram aqui há 15 dias talvez não existam mais da forma como existiam. Elas tem uma nova forma de pensar. Alguns que estavam aqui, mas não conheciam, continuem caminhando, conhecendo, o estado de Rondônia é muito grande e há muito por fazer. Com esse trabalho mostramos para o Brasil a qualidade intelectual das nossas instituições e comunidade acadêmica envolvidas. E fico agradecido de poder participar pela segunda vez consecutiva desse momento”, disse.

O vice-governador anunciou a disposição do governo de Rondônia de manter a Operação Teixeirão como política de Estado e de estimular para que as instituições de nível superior participem do edital nacional do projeto Rondon.

Os cerca de 160 alunos e professores levaram oficinas e cursos nas áreas de saúde, direitos, meio ambiente, educação, alimentação e cidadania entre outros. Em cada localidade contaram com apoio de dez “anjos”, assim denominados os policiais militares e bombeiros que todo tipo de apoio prestaram aos voluntários da Operação Teixeirão.

Essa foi a função desempenhada pelo capitão bombeiro militar Roberto Rodrigues Leal. “Foi uma experiência excelente, convivendo com universitários e comunidades carentes que necessitam de muitas coisas. Fizemos de tudo um pouco. Emprestamos nossa força, fomos psicólogos as vezes, ouvindo pessoas. É uma experiência de vida e trabalho em equipe que nos gratificam muito”, disse.

Coordenador estadual da Operação Teixeirão, o professor Helder Risler disse que o governador Confucio Moura assegurou que no plano plurianual fosse garantido o projeto para o ano de 2019. “Claro que vai depender do próximo governador, mas acredito que a Operação Teixeirão irá continuar”, disse.

Roberto, “anjo” da turma da Unir em Alto Alegre dos Parecis.

O custo é baixo, e para se ter ideia da importância do projeto o professor Helder Risler citou experiência vivenciada pela equipe baseada no município de Governador Jorge Teixeira. “Encontraram uma cadeira odontológica sem uso há dois anos, quebrada. O prefeito tinha a expectativa de consertar, mas técnicos cobravam 27 mil reais. Os estudantes chegaram, compraram algumas peças e mangueira, colocaram a cadeira para funcionar com apenas sessenta reais”, contou.

Helder Risler avaliou preliminarmente como um sucesso a Operação Teixeirão. “Estivemos em todos os municípios, com o vice-governador Daniel Pereira e o governador também teve oportunidade de ir em algumas regiões,” afirmando que o Projeto Rondon começou há 50 anos com apenas trinta alunos e a primeira edição regional já nasce com 140 estudantes.

O coronel Hidenobu Yatabe, coordenador nacional do Projeto Rondon, disse que a oportunidade de realizar a Operação Teixeirão é fruto da vontade do governo de Rondônia. “Ela nasceu após o encerramento da nacional o ano passado. É uma oportunidade de proporcionar aos universitários de Rondônia o conhecimento de seu próprio estado, de seus municípios, e continuando a parceria com o governo podemos realizar outras edições com certeza”, disse.

Diploma de participação confeccionado pelo Ministério da Defesa foi entregue aos anjos e professores. Ao vice-governador Daniel Pereira, que representou o governador Confúcio Moura no evento, foi entregue uma estatueta do Projeto Rondon pelo Ministerio da Defesa em agradecimento ao apoio prestado pelo governo de Rondônia às ações desenvolvidas.

Leia mais:
Operação Teixeirão tem início com cerca de 160 estudantes e professores em 9 municípios de Rondônia


Fonte
Texto: Mara Paraguassu
Fotos: Esio Mendes
Secom - Governo de Rondônia

Categorias
Assistência Social, Distritos, Educação, Governo, Inclusão Social, Rondônia


Compartilhe


Twitter
Facebook
Youtube