Governo de Rondônia
Quinta, 25 de fevereiro de 2021

TRANSPORTE SOCIAL

Barco da Assistência e do Desenvolvimento Social atende a pequenos produtores e escoa safra agrícola de rio Preto para Porto Velho

05 de dezembro de 2016 | Governo do Estado de Rondônia

Moradora da Vila de Calama no baixo madeira.

Passageiros do barco Deus é Amor, que faz mais duas viagens neste mês

O barco Deus é Amor, da Secretaria Estadual da Assistência e do Desenvolvimento Social (Seas) partiu nesta segunda-feira (5), às 11h, do porto Cai N’Água, em Porto Velho, rumo às comunidades ribeirinhas do rio Preto, na região do Baixo-Madeira. Leva suprimentos às famílias e retorna com carregamentos de fruta, farinha e grãos.

O barco transporta mais de mil pessoas por ano, inteirando duas viagens a cada mês às regiões do Baixo e Médio-Madeira. O calendário de viagens para 2017 está em fase de elaboração e será concluído nesta semana, conforme anunciou a coordenadora de Segurança Alimentar e Nutricional da Seas, Cleusa Firmino.

O retorno da viagem iniciada está previsto para 7h30 da próxima quarta-feira (7). Doze dias depois, o barco partirá para a última viagem de 2016, permanecendo de 19 a 22 de dezembro desta vez na comunidades do rio Machado.

“O papel social da equipe desse barco é reconhecido em todos os setores governamentais parceiros da Seas”, lembra a secretária Hérica Fontenele. Ela anunciou a conclusão de uma pesquisa de satisfação com usuários do barco, antecipando que a maioria aprova os serviços prestados pelo governo, seja na área de atendimento médico, no transporte de pessoas ou no  escoamento da safra da agricultura familiar dos ribeirinhos.

O barco abastece moradores dessas duas regiões com móveis [camas, mesas, prateleiras, armários, guarda-roupas, baldes, mangueiras, tecidos, roçadeiras, terçados [facões], eletrodomésticos e material de construção. No retorno, transporta para Porto Velho açaí, castanha, farinha, feijão, mandioca, entre outros.

Em seus relatórios para o governo, que por sua vez encaminha ao Ministério do Desenvolvimento Social e Agrário, em Brasília, a Seas informa que a viagem de barco particular ao Baixo e Médio-Madeira custa R$ 50, daí o reconhecimento dos usuários por viajarem de graça, transportando bens, gêneros alimentícios e medicamentos.

Para o gerente do Núcleo de Proteção às Populações Tradicionais, Roni Lemos, o barco sempre foi essencial. “Graças ao trabalho de sua equipe, na grande cheia de 2014 foi possível socorrer famílias flageladas em todas as comunidades impactadas”.

SAIBA MAIS

Agricultura familiar recebe R$ 1 milhão
Seagri é parceira da Seas


Leia Mais
Todas as Notícias

Fonte
Texto: Montezuma Cruz
Fotos: Arquivo Secom
Secom - Governo de Rondônia

Categorias
Agricultura, Assistência Social, Distritos, Economia, Governo, Inclusão Social, Infraestrutura, Rondônia, Saúde, Serviço, Servidores, Sociedade, Solidariedade, Transporte


Compartilhe