Governo de Rondônia
Domingo, 07 de março de 2021

EXPORTAÇÃO

Empresa de comércio de madeira inicia projeto piloto no Porto Público de Porto Velho

08 de junho de 2016 | Governo do Estado de Rondônia

Cerca de 630m³ serão enviados na primeira remessa do projeto piloto

Cerca de 630m³ serão enviados na primeira remessa do projeto piloto

Especializada no comércio de madeira de reflorestamento e artefatos desta matéria prima, a BDX Florestas, uma empresa genuinamente rondoniense, iniciou na manhã desta quarta-feira (08) a operacionalização de cargas em contêineres no Porto Público de Porto Velho.

Ao todo, desembarcaram 35 contêineres de 24 toneladas de madeira cada, perfazendo um total de 630m³ para avaliação, fiscalização e liberação da documentação aduaneira do produto que será exportado para Ho Chi Minh e Qui Nho’n no Vietnã, com previsão de entrega em apenas 65 dias.

De acordo com o técnico em operação portuária, Gilmar Ribeiro, a facilidade de dispor de recintos alfandegados no porto público agilizam a liberação da carga. “A Receita Federal, Instituto Brasileiro de Meio Ambiente (Ibama) e Secretaria de Estado de Desenvolvimento Ambiental (Sedam) estão integradas para atuarem conjuntamente e acelerar a liberação da documentação aduaneira do produto que será exportado. Dando comodidade, permitindo que ele acompanhe todo o processo de autorização e receba o BL (Bill off Landing) aqui mesmo em Porto Velho”, explicou Gilmar.

Além do projeto piloto do empresário Dário Lopes, responsável pela BDX Florestas, há também uma mudança no setor de transporte aquaviário que consiste na inversão das rotas marítimas, que pioneiramente passou a ser explorada pela Mediterranean Shipping Company (MSC), contribuindo positivamente com o ‘transit time’ dos produtos. “A inversão da dinâmica da logística permite que os navios saiam diretamente dos portos da região Norte com destino para os mercados da Europa, Ásia e EUA, através do canal do Panamá. Descartando a necessidade de esperar o navio preencher sua capacidade com cargas das regiões Sul e Sudeste. Especificamente para o Vietnã, houve uma redução de 30 dias para entregar esse produto para o cliente. Mas isso também aconteceu com outros 170 portos espalhados pelo mundo que também são atendidos pela MSC”, declarou Dário.

Segundo o empresário, a capacidade de operacionalização da companhia marítima é de movimentar 60 mil contêineres por ano. Destes, pelo menos 12 mil serão da BDX.


Leia Mais
Todas as Notícias

Fonte
Texto: Rafaela Schuindt
Fotos: Rafaela Schuindt
Secom - Governo de Rondônia

Categorias
Ecologia, Economia, Educação, Empresas, Governo, Infraestrutura, Rondônia, Sociedade, Transporte


Compartilhe