Governo de Rondônia
Terça, 31 de março de 2020

SERVIÇO

Empresas de Ji-Paraná exigem mão de obra qualificada para contratação

23 de janeiro de 2020 | Governo do Estado de Rondônia

Empresas exigem qualificação profissional quando vão contratar funcionários

Conhecimento técnico é imprescindível na hora da contratação das empresas. O reflexo disso em Ji-Paraná é a empregabilidade de pelo menos 350 pessoas no mercado de trabalho formal no último quadrimestre de 2019. A informação, divulgada essa semana, é do Sistema Nacional de Emprego (Sine), em Ji-Paraná.

Nos últimos quatro meses do ano passado, 5544 pessoas recorreram ao Sine em busca de emprego. A falta de qualificação profissional e o despreparo para as entrevistas são as principais barreiras para o candidato conseguir emprego. “Infelizmente nem todas as pessoas consegue a ocupação profissional desejada devido à falta de conhecimento técnico na área, não saber elaborar um currículo atrativo e se portar bem na entrevista”, lamenta a gerente do órgão, Andreia Bastos.

O órgão, responsável pelos direcionamentos dos candidatos às vagas formais de trabalho na cidade, registrou o maior número de ocupações no mês de outubro com 120 pessoas empregadas.

Candidato a emprego recorre ao Sine, no Tudo Aqui (Shopping Cidadão) em Ji-Paraná

Além de encaminhar os candidatos, Andreia Bastos orienta os interessados sobre a importância da apresentação de um currículo bem feito. “Orientações de como preparar o currículo está entre as mais recorrentes buscas nos atendimentos”.

No Sine em Ji-Paraná são oferecidos outros serviços como a entrada no pedido de Seguro Desemprego, por exemplo. A pessoa desempregada poderá requerer o benefício federal diretamente no Sine. “O interessado precisa ter em mãos os documentos pessoais e da demissão. Tudo original”, avisa, Andreia Bastos.

O Sine funciona nas dependências do Tudo Aqui (Shopping Cidadão), em Ji-Paraná.

Leia mais:

 Sine capacita servidores para oferecer atendimento mais humanizado

 Oferta de vagas pelo Sine Estadual aumenta em 246% em 2019


Fonte
Texto: Paulo Sérgio
Fotos: Daiane Mendonça e Paulo Sérgio
Secom - Governo de Rondônia

Categorias
Brasil, Economia, Empresas, Entrevista, Governo, Inclusão Social, Indústria, Municípios, Rondônia, Serviço, Servidores, Sociedade


Compartilhe