Governo de Rondônia
Terça, 27 de julho de 2021

TREINAMENTO

Enfermeiros do estado são capacitados para novas técnicas de operação de cateter

22 de novembro de 2016 | Governo do Estado de Rondônia

Cerca de 70 enfermeiros que trabalham nos hospitais públicas do Estado de Rondônia participaram do Curso Avançado de Qualificação em Inserção, Utilização, Manutenção e Retirada do Cateter Venoso Central de Inserção Periférica (CCIP-PICC), procedimento que requer muita atenção e habilidade da equipe de enfermagem por se tratar de uma técnica bastante delicada e envolver a vida do paciente.

Pelo menos 70 enfermeiros participaram do curso, durante três dias

Pelo menos 70 enfermeiros participaram do curso, durante três dias

A finalidade do treinamento foi condicionar os enfermeiros a minimizar os riscos de morte dos usuários dos serviços públicos, além de melhorar a qualidade do serviço e gerar economia ao estado. Atualmente, a técnica empregada pela equipe de enfermagem permite que o paciente faça a punção periférica com gelco ou scalp e o profissional acaba furando o paciente durante a internação várias vezes. Por conta disso que é gerado um custo maior para o hospital, uma vez que necessita a utilização de mais materiais. Com essa nova técnica de uso do cateter, que fica na região central do corpo, será possível aplicar somente uma punção durante todo o tempo em que o paciente ficar internado.

“O cateter é confeccionado em material macio e flexível (silicone ou poliuretano), indicado para pacientes em uso de terapia intravenosa. Essa técnica tem como objetivo evitar que o paciente seja furado várias vezes para tomar a medicação, ou seja, um fio bastante fino é inserido até o átrio direito do coração com um pequeno curativo no braço, ficando no paciente durante o tempo que será necessário tomar as medicações. O curativo só é retirado após o tratamento”, explicou a enfermeira Leda Mota, uma das palestrantes do curso.

Das 70 vagas disponibilizadas para o curso de qualificação, 17 foram destinadas aos enfermeiros do Pronto Socorro João Paulo II. Para o gerente de Enfermagem da unidade hospitalar, Paulo Siqueira, esse curso representa uma grata satisfação, pois “o treinamento traz benefícios para os profissionais e ganho de tempo para a equipe de enfermeiros, enquanto para o paciente a implantação dessa técnica evita o desconforto e, principalmente, a infecção hospitalar”.

O curso foi ministrado por dois enfermeiros e professores de São Paulo, com duração de três dias, numa parceria do governo estadual com a Faculdade São Lucas. O profissional que participou do treinamento completo saiu com três certificado em um só, que o habilita a usar a técnica do cateter venoso desde o recém-nascido até o idoso.


Leia Mais
Todas as Notícias

Fonte
Texto: Antonia Lima
Fotos: Ítalo Ricardo
Secom - Governo de Rondônia

Categorias
Saúde


Compartilhe