Governo de Rondônia
Domingo, 08 de dezembro de 2019

INTERCÂMBIO

Equador sinaliza aproximação comercial com Rondônia

19 de fevereiro de 2016 | Governo do Estado de Rondônia

Dentro da proposta de visitar as embaixadas  de países da América Latina para divulgar a Rondônia Rural Show e transformá-la em caráter internacional, e ao mesmo tempo explorar as possibilidade de negócios com os países vizinhos,  o vice-governador de Rondônia, Daniel Pereira, reuniu-se na quarta-feira (17) com o embaixador do Equador, Horácio Sevilha Borja.

Embaixador equatoriano, Horário Borja, em reunião com Daniel Pereira e Elder Risler, em Brasília

Embaixador equatoriano, Horário Borja, em reunião com Daniel Pereira e Elder Risler, em Brasília

Para Daniel Pereira, a agenda com o embaixador equatoriano foi  positiva porque ambos desconheciam algumas circunstâncias que permitem o comércio regular entre Rondônia e o Equador.  Daniel considera que um grande problema com os países da América do Sul é conseguir chegar com condições de infraestrutura até o território do País vizinho.

Segundo ele, o comércio entre o Equador e o Estado de Rondônia se esbarrou nas dificuldades da região amazônica, como intransponível, e os andes com o seu relevo. No entanto, essa  relação poderá mudar depois dessa reunião. “Vimos que o Equador está com atividades econômicas a ser implementadas em Manaus, e quem consegue chegar a Manaus consegue chegar facilmente a Porto Velho. Portanto, é uma riquíssima ponte para que possamos ter um relacionamento comercial, cultural e de turismo”, enfatizou.

O embaixador equatoriano disse que é possível fazer uma conexão logística para facilitar o comércio  com Rondônia. Conforme Horário Sevilha Borja, o governo daquele País está terminando um projeto de integração com o Brasil, que se chama Rota Manta/Manaus. Esse corredor fluvial e rodoviário, segundo ele, ligará a capital do Amazonas ao porto de Manta, no oeste equatoriano. “Deste porto nós teremos uma rodovia que vai do porto Equatoriano ao Porto Providência, e daí por uma navegação fluvial. Primeiro pelo rio Napo e depois pelo rio Solimões até chegar a Manaus. Nós entendemos que esta rota pode estender perfeitamente, saindo de Tabatinga, no Amazonas até Porto Velho”, explicou.

Durante a reunião,  Horácio Borja fez um convite para que o governo de Rondônia participe da conversa com a delegação de empresários equatorianos que acompanhará o ministro do comércio exterior do Equador, em Manaus, nos dias 2 e 3 de março.

Horácio Sevilha Borja falou também  que o Equador tem interesse em comprar gado vivo de Rondônia. “Atualmente, compramos bovinos do Paraguai, e precisamos diversificar essas compras para melhorar o rebanho equatoriano, por isso temos o interesse no gado rondoniense”, destacou.

Rondônia possui hoje um rebanho de  aproximadamente 13 milhões de cabeças de gado.

Participou também da Reunião, o  professor Elder Risler, da Coordenadoria Técnica Legislativa do Estado de Rondônia.


Fonte
Texto: Zózimo Macêdo
Fotos: Zózimo Macêdo
Secom - Governo de Rondônia

Categorias
Brasil, Cultura, Economia, Governo, Infraestrutura, Rondônia, Rondônia Rural Show, Transporte, Turismo


Compartilhe