ESEP

Escola de Estudos e Pesquisas promove capacitação sobre uso de armas e ética no sistema penitenciário

14 de junho de 2018 | Governo do Estado de Rondônia

É prevista a capacitação de 450 servidores até final do ano

Os cursos de capacitação para agentes penitenciários seguem sendo realizados pela Escola de Estudos e Pesquisas (Esep) da Secretaria de Estado da Justiça (Sejus). Nesta quarta-feira (13), aconteceu a abertura dos cursos de Operador de Carabina .40 e Aperfeiçoamento em Espingarda Calibre 12,  que encerram no próximo dia 15, sendo ministrados para servidores da Penitenciária Estadual Aruana e do Centro de Ressocialização Suely Maria Mendonça, em Porto Velho.

A abertura dos cursos contou com a presença do secretário de Justiça, Adriano de Castro, que destacou o trabalho dos organizadores.  “Essa equipe vem desenvolvendo um excelente trabalho,  promovendo cursos de alta qualidade, e que contribuem para contarmos com profissionais  mais capacitados”.

O diretor da Esep, Cláudio Nogueira, explica que os cursos fazem parte do plano de ação 2018 da escola, que integra 14  cursos a serem realizados na capital e no interior de Rondônia até o mês de dezembro. “A previsão é capacitar 450 agentes penitenciários até o final do ano. Sendo 36 em Porto Velho e o restante em outros municípios”, disse Nogueira.

NORMAS DE CONDUTA

Os alunos aprendem sobre ética e direitos humanos

O coordenador Pedagógico da Esep, Francisco Rodrigues, observa que os cursos vão além da operacionalidade de armas de fogo. Segundo ele, todos os cursos têm, na fase teórica, disciplinas que versam sobre ética e direitos humanos.  “Os cursos não se resumem a capacitar os agentes para o uso de armas, mas também sobre sua fundamentação. O aluno é conscientizado sobre porque usar, como usar, e qual o momento correto para a arma ser utilizada, visando assim evitar extremos no exercício das atividades funcionais”, frisou.

“O resultado da capacitação é visto na conduta dos agentes penitenciários”, reconhece o corregedor Geral da Sejus, João Rodrigues. Ele revela que já foi realizado um levantamento que mostrou que há um índice muito baixo – quase zero – de inflações administrativas envolvendo servidores que concluíram algum curso promovido pela Escola de Estudos e Pesquisas da Sejus. Enxergando os fatores positivos, a Secretaria de Justiça quer ampliar o alcance dos cursos, a fim de capacitar mais servidores.

Leia mais:

 Secretaria de Justiça realiza curso de escolta para agentes penitenciários em Porto Velho

 


Fonte
Texto: Lucas Tatuí
Fotos: Lucas Tatuí
Secom - Governo de Rondônia

Categorias
Governo, Rondônia, Servidores


Compartilhe