Governo de Rondônia
Terça, 27 de julho de 2021

Escola Técnica Agroecológica Abaitará reinicia ano letivo

19 de fevereiro de 2014 | Governo do Estado de Rondônia

Nesta segunda feira (17), a escola Abaitará, no município de Pimenta Bueno, deu início ao ano letivo de 2014. A escola funciona no regime de semi-internato em tempo integral onde uma turma de alunos fica na escola por quinze dias alojada e depois reveza com outra turma nas mesmas condições.

Durante o período de internação, os alunos realizam todas as refeições, recebem aulas práticas e teóricas, participam de cursos ministrados pelo Sebrae, Idaron, Emater, Detran e dormem na escola.

A escola

Abaitará é uma escola técnica Agroecológica. Os cursos possuem duração de quatro anos e formam técnicos nas áreas de piscicultura, floresta, agricultura, terra e apicultura. A Escola é composta por 30 servidores entre professores e técnicos.
Atualmente a escola trabalha com 123 alunos divididos em duas turmas. Em março já está licitada a reforma e ampliação da escola para receber o dobro de alunos. O sistema de matrícula é através de teste seletivo, realizado no início de cada ano na própria unidade e o aluno tem que ter o ensino fundamental.

Para a secretária Cristinéia Peromali, a escola Abaitará é um modelo para todo o Estado e que o Governo tem se preocupado muito com a evolução e melhoramento das condições e atualizações em todas as áreas da unidade. “O Governador tem acompanhado pessoalmente todas as mudanças e melhorias que estão acontecendo na nossa Escola e isso motiva muito os alunos e nós que estamos aqui dentro diuturnamente,” finaliza a professora Cristinéia.

 

Ano Letivo

Na reabertura do ano letivo a Escola entregou para os pais que estavam presentes uma muda de Castanheira, simbolizando a preocupação  com o meio ambiente e a preservação desta árvore que também é símbolo de Rondônia. Na solenidade houve palestras da Emater e Idaron.

Para o pai José Mendes Neto, 34 anos, motorista, morador de São Felipe, a Escola atende perfeitamente o sonho de sua filha, Blena Kahoma Mendes de 14 anos, pois “é uma Escola que tem um modelo diferente de ensinar e que desperta no aluno o desejo de trabalhar com aquilo que mais gosta, que no caso da Blena, é a agricultura”, finaliza feliz seu José Mendes.

Luiz Antônio Viana da Silva, 47 anos, Agricultor, também de São Felipe, já tem o filho Lamarca Bento Viana de 15 anos no segundo período na Escola e diz que “aqui é bom em tudo, principalmente que meu filho mudou de comportamento interagindo mais com as pessoas e passou verdadeiramente a dar valor a agricultura que era o que eu mais queria. As mudanças são visíveis e já estou preparando meu outro filho para trazer pra cá,” conclui o agricultor.

O aluno Luan Mendes de Jesus, de 15 anos, já está há dois anos na Escola e diz que só vai sair quando tiver o curso de Agroecologia. “Aqui aprendi trabalhar em equipe, estou tendo mais qualificação e cooperação de todos e quando fico fora os quinze dias já uso o pouco que aprendi até agora, ajudando meu pai que é Agricultor em Pimenta Bueno,” afirma sorridente o Luan.

Bruna Carla Nardo, 15 anos, se encaminha para o segundo ano na Escola. Ela é filha de agricultores de Primavera e são proprietários de um sítio na linha 48. Ela diz que descobriu novo horizontes, aprendendo muito sobre o meio ambiente.

Segundo a aluna, o estudo é mais reforçado e os alunos são mais exigidos e as aulas práticas são muito cativantes. “Quando sair vou usar meus conhecimentos e fazer um curso de Agronomia, pois aqui aprendi a gostar muito da área”, finaliza Bruna Carla.

Fotos e Texto Aristides Araújo


Leia Mais
Todas as Notícias

Fonte
Secom - Governo de Rondônia

Categorias
Governo, Rondônia


Compartilhe