Governo de Rondônia
Domingo, 13 de junho de 2021

EDUCAÇÃO INTEGRAL

Escolas do Novo Tempo de Educação Integral buscam melhorias em trocas de experiências e boas práticas

14 de julho de 2017 | Governo do Estado de Rondônia

Alunos do Novo Tempo apresentam seus projetos

As dez escolas beneficiadas pelo Programa Escola do Novo Tempo de Educação Integral participaram durantes dois dias, em Porto Velho, do II Ciclo de Acompanhamento Formativo, aberto na quarta-feira (12).

As Escolas do Novo Tempo são: Brasília (Porto Velho), Marechal de Farias Cordeiro (Pimenta Bueno), Alejando Yague Mayoir (Ji-Paraná), Josino Brito (Cacoal), Juscelino Kubistchek (Alta Floresta), Cândido Portinari (Rolim de Moura), Capitão Silvio de Farias (Jaru), Simon Bolivar (Guajará-Mirim) e 7 de Setembro (Espigão).

De acordo com a coordenadora pedagógica da equipe de implantação das escolas do Programa Escola do Novo Tempo, Jandernoura Araújo, o programa atende inicialmente 4.160 alunos e envolve 490 servidores entre técnicos e professores.

O Ciclo de Acompanhamento que acontece a cada bimestre, com o objetivo de verificar o andamento da implantação do Modelo Pedagógico e Modelo de Gestão, é realizado com diálogos entre os estudantes, professores, apreciação dos instrumentos de acompanhamento de rotina, Plano de Ação e Quadro de Monitoramento de Resultados.  Esta segunda versão também contou com o ICE Café, um encontro que integra ações realizadas no primeiro ano de desenvolvimento das 10 Escolas de Ensino Médio em Tempo Integral – EMTI, por meio de metodologia específica conduzido pelo ICE. Sua metodologia permite a oferta e o compartilhamento de um café com os Gestores, Coordenadores Administrativo e Financeiro, Coordenadores Pedagógicos e Técnicos responsáveis pelo Programa nas Coordenadorias Regionais e, ao mesmo tempo, promove um processo participativo de diálogo reflexivo e intencional, além do seu alto grau de interatividade.

O evento foi dividido em duas partes, no primeiro dia, foram discutidas os gargalos que as escolas apresentam para exercer as suas respectivas funções como docentes e interação com os estudantes. A consultora pedagógica Eliziane Mercena organizou uma dinâmica de trocas de experiências, feita em grupos com o objetivo de contribuir com as diversas opiniões, e assim tirar proveito das experiências adquiridas neste primeiro semestre de implantação do programa. A consultora pedagógica também destacou sobre a importância do trabalho em equipe, já que as escolas do Novo Tempo seguem um padrão de Educação Integral.

No segundo dia, seguindo a política de formação de uma juventude criativa, participante e atuantes, os alunos através do Fórum de Protagonismo se reuniram e apresentaram seus projetos, mostrando soluções para as dificuldades apresentadas e destacando o objetivo da criação de boas práticas, enquanto os coordenadores estavam reunidos em outro ambiente debatendo os projetos feitos pelos estudantes.

Mateus Braz, 16 anos, aluno do terceiro ano da Escola Marechal Cordeiro de Farias, declara que o Ensino Integral está sendo essencial na preparação para o Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) destacando a aprendizagem adquirida, tanto na vida pessoal, quanto na vida escolar até quando estiverem atuando no mercado de trabalho.  “Eu acredito que é algo muito bom para nós, é tão bom que nem percebo as horas passando quando estou na escola. Nós vamos adquirir uma bagagem de conhecimentos tão grande que conseguiremos transmitir para aqueles colegas que precisam na sala de aula.”, afirma Mateus.

Anna Maria, 16, aluna do segundo ano da Escola 7 de Setembro de Espigão do Oeste, relata que o Ensino Médio Integral veio para acelerar a aprendizagem de forma criativa e dinâmica e ajuda no seu desenvolvimento intelectual. “Antes do projeto nós não sabíamos o que era o protagonismo, quando desenvolvemos o projeto na escola percebemos a importância da sua realização. Foi algo novo em nossas vidas, houve uma mudança muito grande na rotina, mas a gente se acostuma. Eu espero que o projeto continue sempre assim onde for implantado”, finaliza Anna Maria.

O evento foi encerrado com certificado de mérito aos gestores que se destacaram nas melhores ideias que buscam melhorias nas escolas

O evento foi encerrado nessa quinta-feira (13), com a presença do secretário de Estado da Educação, Waldo Alves, gestores, coordenadores pedagógicos e dos alunos tiveram a oportunidade de apresentar os projetos desenvolvidos, mostrando o resultado de todo trabalho em equipe, e que servirá como exemplo para todos, ajudando na evolução das Escolas Integrais.

As escolas que, durante o ice café,  compartilharam as boas práticas pedagógicas e de gestão consideradas as melhores pelos participantes do evento receberam um certificado do secretário Waldo por se destacarem nas boas práticas.

A especialista em Gestão da Seduc, Elisangela Araújo, ressaltou que ao retornarem para as escolas as ações de mudanças já inicial, e que assim os resultados do I Ciclo de Acompanhamento já foram colhidas com eficiência pelas escolas. “Cada Ciclo é realizado com diferentes objetivos, as escolas se organizam para atender a metodologia e as orientações da Secretaria Estadual de Educação, assim podemos destacar no II Ciclo as Escola Josino Brito de Cacoal e Simon Bolivar de Guajará Mirim, estão entre as que atenderam as orientações dos relatórios apresentados no I Ciclo de Acompanhamento Formativo, com isso alcançaram ótimos resultados”, avaliou.


Leia Mais
Todas as Notícias

Fonte
Texto: Assessoria Seduc
Fotos: Josiane Herrera / Chapinha Paes
Secom - Governo de Rondônia

Categorias
Educação, Governo, Rondônia


Compartilhe