Governo de Rondônia
Segunda, 22 de julho de 2019

ESTRATÉGIA

Estado revisa plano para os próximos quatro anos

20 de fevereiro de 2015 | Governo do Estado de Rondônia

Metas selecionadas em debates nos grupos

Metas selecionadas em debates nos grupos

Secretários de estado, diretores de autarquias e técnicos avaliaram nesta sexta-feira (20) o plano de metas do governo para os próximos quatro anos durante a 2ª Oficina de Revisão do Plano Estratégico Rondônia de Oportunidades. Foram feitas adequações e definidas ações,   que devem ser eficazes e viáveis. O foco é a modernidade e o bem estar do cidadão. O encontro aconteceu no hotel Rondon Palace.

A revisão do Plano Estratégico de governo foi conduzido pela Secretaria de Ações Estratégicas (Seae), e, segundo o secretário George Braga, serviu para avaliar o que deu certo e o que deu errado, verificar se houve otimismo demais e adequar as proposta à realidade, inclusive para os novos projetos.  Ele também deixou claro que os gestores serão cobrados pelo compromisso assumido.

O formato da avaliação deixou de ser feito por secretarias. Foi realizado a partir de eixos temáticos, uma vez que determinadas  ações podem envolver outros organismos governamentais para serem executados.  Os resultados serão acompanhados pela Agenda Integrada de Resultados (Agir), que reporta-se mensalmente ao governador Confúcio Moura.

COMPROMISSO

Das metas estabelecidas inicialmente, 15 foram selecionadas e devem ser executadas a qualquer custo, ainda que ocorram limitações orçamentárias na pasta de origem. O andamento dos projetos deve, necessariamente, ser informado à Agir com regularidade.

Emerson Castro ressalta potencial e gestão como referência no país

Emerson Castro ressalta potencial e gestão como referência no país

O secretário chefe da Casa Civil, Emerson Castro,  definiu a oficina como a construção do chão sobre o qual o estado caminhará nos próximos quatro anos. Aos novos secretários, pediu que estudem bem as metas de suas pastas.

Emerson também destacou que há expectativas da população em relação aos pactos firmados pelo governador Confúcio Moura e pelo vice-governador Daniel Pereira no período eleitoral e que devem ser cumpridos agora. “Haverá controle total do governador sobre as metas estabelecidas, que são as que atendem aos anseios da população”, afirmou.

Além de pregar o diálogo e respeito ao legislativo estadual, que também vive uma nova fase, o secretário concluiu afirmando que Rondônia, por suas potencialidades, caminha para ser modelo nacional de gestão diante do quadro de recessão na economia nacional.  O recado final aos gestores e técnicos foi para que tudo seja feito com empenho e zelo.


Fonte
Texto: Nonato Cruz
Fotos: Bruno Corsino
Secom - Governo de Rondônia

Categorias
Agricultura, Agropecuária, Água, Brasil, Capacitação, Economia, Governo, Inclusão Social, Indústria, Infraestrutura, Meio Ambiente, Municípios, Serviço


Compartilhe