Governo de Rondônia
Terça, 11 de maio de 2021

VOLTA ÀS AULAS

Estudantes buscam qualidade do ensino

30 de janeiro de 2015 | Governo do Estado de Rondônia

Em Ji-Paraná, a qualidade de ensino, ofertada na rede pública estadual, é um dos principais fatores na escolha dos pais e alunos no momento da matrícula escolar. Os investimentos do governo estadual nas escolas e a implantação de novas propostas também estão na lista dos atrativos dos alunos na escolha do colégio. O ano letivo em Rondônia iniciará no dia 3 de fevereiro, terça-feira próxima.

A rede pública estadual em Ji-Paraná deve acomodar aproximadamente 23 mil estudantes neste ano, tanto no ensino Fundamental quanto no Médio e Educação de Jovens e Adultos [EJA]. “As escolas estão preparadas para receber a demanda”, disse o coordenador pedagógico da da Representação Regional de Educação, Vilson Klein.

Lucinaldo Alves de Sousa

Lucinaldo Alves de Sousa

Lucinaldo Alves de Sousa já assegurou a vaga do filho na 5ª série na escola estadual Osvaldo Piana, bairro Jardim das Seringueiras. “A escola é nota 10”, disse o fretista Lucinaldo, que nesta sexta-feira, 30, também matriculou também um sobrinho.

Eloá Neves de Souza, 6 anos, vai começar a vida escolar no Osvaldo Piana. A menina é filha da operadora de caixa Ana Cristina Neves de Souza. “Além de morar perto da escola, aqui sou bem recebida e os professores são ótimos”.

No Osvaldo Piana, segundo a diretora Conceição Delta da Cunha, o quadro de professores está completo e há vagas para estudantes do 6º ao 9º ano. “Até o momento, já efetivamos 321 matrículas”. A escola oferece ensino Fundamental e Médio. A média é de 380 alunos.

A vendedora Morgana Aparecida Ribeiro tem um histórico familiar com a escola Júlio Guerra, uma das maiores de Ji-Paraná. “Toda minha família passou pelo Júlio Guerra”, disse el. Referia-se formação educacional dela, da mãe, dos irmãos e até da filha de 13 anos que este ano cursará o 9º ano na Escola Estadual Janete Clair, devido à mudança de residência.

“O Júlio Guerra é referência em Ji-Paraná pela qualidade do ensino e agora pelo conforto das salas de aulas refrigeradas”, recomenda Morgana Ribeiro. A dona de casa Valdirene Alves de Souza matriculou três, dos quatro filhos, no Júlio Guerra. Apenas um ficou de fora. “É  que o menor ainda não tem idade para estudar. Quando tiver, com certeza estará lá”.

A vendedora Valdineia Alves de Souza concorda com Valdirene. “Há dois anos minha menina estuda aqui e vai continuar. As salas são refrigeradas e os professores são pós-graduados”. Em 2014 o colégio Júlio Guerra fechou o exercício com 1200 alunos matriculados nos ensinos Fundamental e Médio. Este ano a escola abriu mais 70 vagas no ensino Médio noturno.

Valdineia Alves de Souza

Valdineia Alves de Souza

A estudante Jheise Keverly Lima Marmitt da Silva garantiu a vaga no 2º ano noturno do ensino Médio na escola estadual JK. “Os professores daqui cobram muito e isso me ajuda a dedicar mais aos estudos”, assinala a estudante, que pretende ingressar numa faculdade de Administração de Empresas.

Com a abertura de mais 120 vagas para o ensino Médio a partir deste ano, a diretora do colégio JK, professora Divina Vieira Pedra da Silva explica o interesse das pessoas em estudar na escola. “A qualidade do ensino e as propostas de trabalho desta nova gestão”.


Leia Mais
Todas as Notícias

Fonte
Texto: Paulo Sérgio - Assessoria Regional Ji-Paraná
Fotos: Paulo Sérgio
Secom - Governo de Rondônia

Categorias
Educação, Governo, Sociedade


Compartilhe