Governo de Rondônia
Terça, 02 de junho de 2020

SEMINÁRIO VIRTUAL

Fapero debate em videoconferência propostas da chamada de 2018 do Programa de Pesquisas para o SUS

29 de abril de 2020 | Governo do Estado de Rondônia

Debate presencial de propostas do PPSUS em 2019

O que seria um debate presencial, mobilizará pesquisadores em videoconferência entre os dias 4 e 6 de maio. Virtualmente, a Fundação Rondônia de Amparo ao Desenvolvimento das Ações Científicas e Tecnológicas e à Pesquisa do Estado de Rondônia (Fapero) promove o Seminário de Avaliação Parcial das Pesquisas da Chamada 2018 do Programa de Pesquisa para o SUS (PPSUS).

Esse programa é uma iniciativa de fomento à pesquisa em saúde nas Unidades Federativas brasileiras, visando atender peculiaridades e especificidades de cada estado e contribuir para a redução das desigualdades regionais.

“O Seminário PPSUS é uma importante etapa de acompanhamento dos projetos de pesquisa aprovados e em execução para o SUS no estado”, disse terça-feira (28) o diretor científico da Fapero, Andreimar Soares.

Segundo ele, é nessa fase que os pesquisadores demonstram seus resultados obtidos, discutindo e recebendo contribuições para o aprimoramento de suas pesquisas por meio da banca de especialistas integrada por profissionais doutores em saúde.

 

“O Sistema de Ciência e Tecnologia em Saúde de Rondônia se consolida cada vez mais, mesmo em ambientes virtuais de debates como esse exigido pela atual situação da Covid-19”, assinalou o diretor.

 

O seminário analisará propostas do PPSUS 2018. O programa tem a cooperação  da Secretaria de Ciência, Tecnologia, Inovação e Insumos Estratégicos em Saúde, do Ministério da Saúde, Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico (CNPq), Secretaria Estadual de Saúde (Sesau) e Fapero.

Andreimar Soares, diretor científico da Fapero

Andreimar Soares destaca o valor das parcerias: “A aproximação entre os sistemas estaduais de saúde e de ciência e tecnologia e a comunidade científica, promovida pelo PPSUS, permite maior interação entre os atores locais para o fortalecimento da Política Nacional de Saúde”, assinalou.

Considerando o atual cenário de saúde pública e o Decreto N° 24.979/2020 dispondo sobre o Estado de Calamidade Pública em Rondônia, a Fapero recomendou o seminário aos órgãos da Saúde nas esferas federal, estadual e municipal.

PESQUISADORES E TEMAS

Alcione de Oliveira Santos
Dentificação clínica e laboratorial das principais arboviroses circulantes em Porto Velho

Daniel Sol Sol de Medeiros
Reposicionamento de fármacos antimaláricose estudo de combinações in vitro  e in vivo sobre Leishmania spp

Jansen Fernandes de Medeiros
Aspectos epidemiológicos como proposição de vigilância e controle da leishmaniose tegumentar em municípios do estado de Rondônia

Juliana Pavan Zuliani
Tratamento de envenenamento por serpentes: implementação de terapias coadjuvantes à soroterapia convencional utilizando fotobiomodulação (LED) e nanocorpos

Kátia Fernandes Alves Moreira
Educação interprofissional e prática colaborativa entre profissionais da atenção primária em saúde em Rondônia

Luís Paulo Costa de Carvalho
Vigilância febril indireta utilizando o vetor Culicoides (Ceratopogonidae): Primeira investigação para febre oropouche no Estado de Rondônia

Najla Benevides Matos
Resistência aos antimicrobianos de isolados de Acinetobacter spp e da famíliaEnterobacteriaceae: Identificação e mapeamento do perfil dos genes codificadores de ESBL, carbapenemases e metalo –β

Osmar Siena
Estruturas de governança para mitigação de conflitos e judicialização no sistema único de saúde em municípios de Rondônia

Soraya dos Santos Pereira
Produção de insumos biotecnológicos baseados em nanocorpos de camelídeospara desenvolvimento de ensaios imunoenzimáticos para detecção de hepatite delta

Leia Mais:

 Equipe da Fapero visita o interior de Rondônia para popularizar a ciência e sentir inquietudes do campo e das cidades


Fonte
Texto: Montezuma Cruz
Fotos: Daiane Mendonça e Jeferson Mota
Secom - Governo de Rondônia

Categorias
Rondônia


Compartilhe