Governo de Rondônia
Segunda, 21 de junho de 2021

CONCESSÕES FLORESTAIS

Flona Jamari é modelo de concessão de floresta para o mundo

15 de setembro de 2016 | Governo do Estado de Rondônia

Com previsão para encerrar os trabalhos nesta sexta-feira (16), os cerca de 120 representantes de 25 países da América Latina, América do Norte, Ásia, África e Europa debateram nesta quinta-feira (15), em Porto Velho, durante o Congresso Internacional sobre Concessões de Florestais, temas como a “melhoria das políticas e práticas das concessões florestais” e os “modelos alternativos inovadores de gestão de florestas públicas”, destacando o pioneirismo do modelo rondoniense, que vem dando os melhores resultados.

O Congresso reúne cerca de 120 de 25 países na discussão dos modelos de concessão de florestas

O Congresso reúne cerca de 120 de 25 países na discussão dos modelos de concessão de florestas

Sob a coordenação de Cesar Sabogal, oficial para manejo de florestas da Organização das Nações Unidas para a Alimentação e Agricultura (FAO), o evento tem a missão de discutir e propor recomendações para melhorar as concessões pelo mundo, destacando o modelo da Floresta Nacional (Flona) do Jamari, a primeira do País (hoje são 3), implantado em Rondônia, que tem se mostrado adequado pelos resultados que tem alcançado, contribuindo para a manutenção da floresta, mesmo após oito anos de sua implantação, com a segurança de que tudo continua igual, sem degradação, e ao mesmo tempo impactando a economia local com os benefícios financeiros que ela produz, com a exploração sustentável da madeira.

O Congresso Internacional tem também o objetivo de apresentar ao mundo, de dar visibilidade, em especial aos países detentores de florestas tropicais, as experiências de êxito das concessões de resultado e de boas perspectivas de manejo sustentável, como o exemplo de Rondônia com suas florestas nacionais, que para o oficial da FAO, tem grande importância simbólica para todos os países, capaz de servir de modelo e estimular novas concessões no Brasil e pelo mundo afora.

Com esse objetivo, o debate dessa quinta-feira buscou identificar e apresentar elementos promissores e condições fundamentais que possam contribuir para o sucesso das concessões florestais, incluindo modelos alternativos de gestões e o exemplo da Flona Jamari, e assim, amparado nessas informações, fornecer orientações e recomendações adequadas para melhorar as concessões com a formulação de modelos alternativos e de êxito para as gestões.

Os participantes do evento tiveram a oportunidade de conhecer o funcionamento da primeira concessão implementada no Brasil, na Floresta Nacional de Jamari, tendo causado as melhores impressões aos congressistas. A Flona Jamari foi concedida há seis anos, quando começou a operar e hoje gera benefícios sociais e recursos para os municípios de Porto Velho, Cujubim, Candeias do Jamari e Itapuã do Oeste e para o Estado de Rondônia.

O Congresso termina nesta sexta-feira com a elaboração de relatórios dos grupos de trabalho, mapa do caminho, e com a apresentação das conclusões do workshop – Congresso Internacional sobre as concessões de florestas.


Leia Mais
Todas as Notícias

Fonte
Texto: Cleuber R Pereira
Fotos: Admilson Knightz
Secom - Governo de Rondônia

Categorias
Evento, Meio Ambiente, Rondônia


Compartilhe