Governo de Rondônia
Terça, 27 de julho de 2021

INFRAESTRUTURA

Força-tarefa garante a manutenção e recuperação de estradas não pavimentadas em Cacoal e região

31 de agosto de 2016 | Governo do Estado de Rondônia

Uma verdadeira força-tarefa está garantindo os serviços de patrolamento, cascalhamento, saída fluvial, limpeza lateral e alargamento das estradas não pavimentadas

Uma verdadeira força-tarefa está garantindo os serviços de patrolamento, cascalhamento, saída fluvial, limpeza lateral e alargamento das estradas não pavimentadas

A 4ª Residência do Departamento de Estradas de Rodagem (DER) em Cacoal organiza uma verdadeira força-tarefa para manter as estradas não pavimentadas com boas condições de trafegabilidade, sejam elas as “ROs” (Rodovias Estaduais) ou as conhecidas “Linhas”, na área rural do estado.

Neste ano, conforme detalhou o residente do DER em Cacoal, Paulinho Aquino, a equipe já recuperou mais de 10 estradas. “Seja com patrolamento, cascalhamento, saída fluvial, limpeza lateral. Tudo está sendo feito para garantir a trafegabilidade das estradas e prepará-las para o período chuvoso”.

Entre as estradas citadas pelo residente, estão a RO-387, que liga Espigão D’Oeste à Boa Vista do Pacarãna; a RO-471, que liga Ministro Andreazza à divisão com Rondôlândia – MT; a RO-383, popularmente conhecida em Cacoal como Linha E; a RO-133, conhecida como Linha da Figueira; e ainda a Linha Eletrônica, Linha 15A, Travessão C, RO-488, RO-2F, entre outras.

Zé Goiano, que depende das estradas para o transporte do seu gado, elogia trabalho feito pelo DER na RO-488

Zé Goiano, que depende das estradas para o transporte do seu gado, elogia trabalho feito pelo DER na RO-488

Quem faz questão de acompanhar de perto e tem gostado do serviço feito pelo 4ª Residência do DER – responsável pelos municípios de Cacoal, Espigão D’Oeste e Ministro Andreazza – é o sprodutor José Gomes de Castro, o popular “Zé Goiano”. Há trinta anos, ele tem terras na região da RO-488, conhecida como Linha Mato Grosso.

“O serviço está sendo bem feito, está ficando tudo bem arrumadinho, no capricho. Esta estrada foi aberta nos tempos do governador Teixeirão e ficou abandonada até o DER pegar pra recuperar a estrada. E agora estão aqui de novo, fazendo um serviço bom, alargando a estrada, limpando, patrolando, jogando cascalho e tudo”, destacou Zé Goiano.

A equipe do DER está trabalhando, ainda, no rebaixamento de morros, corte de curvas e instalação de bueiros de concretos e bueiros ármicos. Com isso, as velhas pontes de madeira estão sendo substituídas e as estradas ficam cada vez mais trafegáveis.

“Os bueiros, seja de concreto ou ármicos, são muito mais resistentes e duradouros que as pontes de madeiras”, explica o residente do DER.

Ainda assim, conforme explicou Paulinho Aquino, as pontes não deixaram de ser construídas pelo DER. “Os bueiros são uma opção quando a passagem de água não é grande, ou seja, em córregos, riachos. Mas há lugares em que é preciso fazer pontes, ou construir galerias de concreto, e quando isso é necessário, empregamos um serviço de qualidade, para garantir a durabilidade das obras que são feitas”, enfatizou o residente.


Leia Mais
Todas as Notícias

Fonte
Texto: Giliane Perin
Fotos: Giliane Perin / Arquivo DER
Secom - Governo de Rondônia

Categorias
Agricultura, Agropecuária, Distritos, Economia, Governo, Infraestrutura, Obras, Serviço, Servidores, Sociedade


Compartilhe