Governo de Rondônia
Quarta, 26 de junho de 2019

POLÍTICAS PÚBLICAS

Governador aponta desafios para Rondônia na abertura da 3ª capacitação dos municípios ao Selo Unicef

22 de novembro de 2018 | Governo do Estado de Rondônia

Meta é certificar todos os municípios rondonienses até 2020

 

A garantia da certificação no ano de 2020 dos 52 municípios de Rondônia com o Selo Unicef, como resultado das ações implementadas em três áreas específicas: saúde, educação e assistência social para a redução das desigualdades, o que garantirá um futuro melhor para as crianças e adolescentes e, como consequência, o fechamento de presídios, são dois importantes desafios apontados pelo governador Daniel Pereira na manhã desta quinta-feira (22) durante a abertura da 3ª Capacitação destinada aos gestores e articuladores do Selo no estado. O evento segue até as 18h no Salão Nobre Rosilda Shocknnes, do Palácio Rio Madeira, em Porto Velho, sob a coordenação da primeira-dama Ester Lacerda e do representante do Unicef em Belém (PA), Antônio Carlos Cabral, com a participação de autoridades dos Poderes Judiciário e Legislativo, do Ministério Público do Estado; do jovem José Carlos Pessoa, que faz parte do Núcleo de Adolescência do Selo em Rondônia; e da futura primeira-dama, Luana Oliveira, que a partir de 2019, com a posse do governador eleito Marcos Rocha, será responsável pelas articulações junto aos municípios para fortalecimento das atividades.

O selo criado pelo Fundo Internacional de Emergência para a Infância das Nações Unidas (Unicef) tem a parceria do Instituto Peabiru e dos Governos Estaduais. A proposta do governador Daniel é que Rondônia seja consolidado como um estado cuidador das crianças e adolescentes, com práticas que atendam ao artigo 5º da Constituição brasileira, que trata dos direitos e deveres individuais e coletivos. Com base na sua formação e no histórico familiar, o governador entende que a educação é o caminho para se mudar a realidade.

Durante todo o dia os participantes discutem estratégias que possam mudar a realidade de parte dos 2,8 milhões de crianças e adolescentes, de 4 a 17 anos, que estão fora da escola no Brasil.

O compromisso do então vice-governador, hoje governador Daniel Pereira, para obter não apenas a adesão de 100% dos municípios do estado, mas também a implementação e fortalecimento de ações que possam contribuir com a melhoria da qualidade de vida dos futuros adultos, foi destacado por Antônio Cabral, observando que mais importante que a certificação é a certeza de mudança, com as crianças e adolescentes sendo sujeitos de direito e protagonistas de suas vidas.

Falando em nome dos demais gestores municipais, o prefeito de Ariquemes, Thiago Flores, lembrou que como delegado sua missão era atuar após as consequências do crime, mas hoje como gestor tem a oportunidade de adotar mecanismos que possam combater as mazelas sociais, com foco na educação, corrigindo falhas que geralmente são o pivô da violência. “Destaco o esforço do governador para garantir a adesão de todos os municípios, pois isto é o melhor que se pode fazer para termos cidadãos melhores”, disse o prefeito, completando que o legado de um governo não se resume à execução de obras, mas também atitudes que incentivam o cuidado com as acrianças e adolescentes, consideradas pelo presidente da Associação Rondoniense de Municípios (Arom), Airton Gomes, prefeito de Cerejeiras, como um bem maior, por serem o futuro do País.

Para o presidente do Tribunal de Justiça, desembargador Walter Waltenberg e o presidente do Núcleo Operacional da Infância e Juventude do MPE, promotor Marcos Tessila de Melo, com o engajamento do próprio governador e o foco na educação, Rondônia tem condições de se consolidar como cuidador das crianças e adolescentes.

Já o deputado estadual Anderson do Singeperon, que na ocasião representou o presidente da Assembleia Legislativa, Maurão de Carvalho, revelou que como presidente da Comissão de Educação do Legislativo pode perceber projetos que podem ser trabalhados pelo estado com vistas a esvaziar o sistema carcerário e gerar economia para outras políticas sociais.

Ao agradecer o empenho de toda a equipe, a primeira-dama Ester sugeriu  a Luana Oliveira que dê continuidade às capacitações em 2019 para que em 2020 todos os municípios sejam contemplados com a certificação, que consiste no reconhecimento do Unicef às políticas públicas adotadas.

O governador encerrou sua fala entregando ao jovem José Carlos, aluno do 3º ano do ensino médio em Itapuã do Oeste; ao desembargador Walter Waltenberg e ao prefeito Thiago Flores um exemplar do livro de Ottoboni Mario “Vamos Matar o Criminoso? ”, com  o método da Associação de Proteção e Assistência aos Condenados (Apac), fundada pelo autor com um grupo de participantes da Pastoral Penitenciária em São José dos Campos (SP). “Assim como este livro, o selo é uma forma de combater a causa e não a consequência”, reforçou Daniel Pereira.

Leia Mais:

 Selo Unicef realiza quinta-feira última capacitação do ano em Porto Velho para melhoria das condições de vida de crianças e adolescentes


Fonte
Texto: Veronilda Lima
Fotos: Leandro Moraes
Secom - Governo de Rondônia

Categorias
Brasil, Capacitação, Governo, Rondônia


Compartilhe