Governo de Rondônia
Domingo, 17 de novembro de 2019

INTEGRAÇÃO

Governador Marcos Rocha visita estado do Acre para definir ações conjuntas de desenvolvimento do Norte do país

28 de julho de 2019 | Governo do Estado de Rondônia

Governador de Rondônia Marcos Rocha é recebido em Rio Branco pelo  governador do Acre Gladson Cameli  para alinhar ações de desenvolvimento do Norte do país

Além de estarem apenas sete meses à frente da gestão de estados amazônicos, os governadores de Rondônia, coronel Marcos Rocha e do Acre, Gladson Cameli, tem em comum o objetivo de trabalhar em conjunto para desenvolver o Norte do país. Cameli que esteve recentemente em Rondônia recebeu neste sábado, 27, a retribuição da visita de Marcos Rocha que destacou o agronegócio como a atividade com forte potencial de geração de renda para a região.
‘‘O Acre pode contar com Rondônia. Tenho o Gladson como um grande parceiro. Lutamos juntos pela ponte que vai ligar o Acre a Rondônia e facilitar o escoamento da produção. Nós temos que trabalhar com o pensamento que não podemos destruir a natureza, e ao mesmo tempo não podemos de forma alguma permitir que o homem morra por falta de alimentos e tem como fazer isso. Tanto o Acre como Rondônia são voltados para a produção agrícola’’, considera Marcos Rocha.
O governador destacou ainda os índices que colocam Rondônia em posição de destaque no cenário do agronegócio nacional. ‘‘Rondônia é o maior produtor de peixes nativos criados em cativeiro, tem o sexto maior rebanho de gado, temos avançado bastante. Tudo isso usando apenas 33% do território’’, pontou. Ele defende o alinhamento de ações entre os estados amazônicos para tornar a economia da região mais forte.
‘‘Não é possível estados com tantas áreas produtivas como os nossos e um país com tantos minérios, como o Brasil, ter gente passando fome, ter gente desempregada, a gente precisa mudar isso e fazer com que o desenvolvimento aconteça’’, considera Marcos Rocha.
EXPOACRE
O encontro dos governadores se dá em um momento singular para o estado do Acre com a abertura da 46ª Expoacre e a mudança de linha da exposição que deixa de ser apenas entretenimento para se tornar um feira de negócios, semelhante ao que já acontece na Rondônia Rural Show, a feira de agronegócio rondoniense visitada pelo governador do Acre e por mais de 120 mil pessoas de diferentes estados e países, com recorde de negócios em sua oitava edição.

Bandeira de Rondônia é hasteada na abertura da Expoacre 2019 pelo secretário de Agricultura Evandro Padovani

‘‘O agronegócio será a salvação para o desenvolvimento do Acre’’, afirmou Cameli durante a solenidade de hasteamento das bandeira na abertura na Expoacre. Além da bandeira do Acre, também foram erguidas as bandeiras dos estados de Rondônia, Amazonas e dos países vizinhos Bolívia e Peru sinalizando a integração como marca da nova fase econômica do Norte do país.
Marcos Rocha disse ainda que há um esforço conjunto dos estados amazônicos e países vizinhos para fazer com que a Amazônia seja vista de outra forma, onde a preservação caminha junto com o progresso. ‘‘Nós fomos abandonados por vários anos, mas hoje o nosso presidente Jair Bolsonaro pensa diferente, vamos fazer com que a gente consiga competir com outros estados, com outros países’’, avalia.
‘‘Nós estamos fazendo uma integração comercial. Precisamos primeiro tornar os estados competitivos em uma linha que nenhum atrapalhe o outro e ambos possa ajudar. Com essas parcerias quem tem a ganhar é a região Norte’’, considera o governador do Acre.
Além do governador Marcos Rocha, a comitiva rondoniense se faz presente na Expoacre com a presença do secretário de Estado de Agricultura (Seagri), Evandro Padovani e o presidente da Empresa de Assistência Técnica e Extensão Rural de Rondônia (Emater), Luciano Brandão. ‘‘A presença de Rondônia na Expoacre demostra o interesse em um desenvolvimento macro dessa região’’, sinalizou Brandão.
Padovani que ficou com a incumbência de erguer a bandeira de Rondônia na feira acreana também reforçou o trabalho integrado para desenvolver o Norte do país. Disse ainda que a união dos estados vai fortalecer a presença de produtos nortistas no mercado externo.

Abertura da Expoacre foi marcada pelo resgate da cavalgada e com nova proposta econômica voltada para o agronegócio

‘‘A discussão de políticas públicas em conjunto é muito importante para o desenvolvimento dos estados. Estamos, inclusive pleiteando juntos o certificado de Livre da Aftosa sem vacinação e o nosso plantel de Rondônia que é de 14 milhões de gado, vai somar com os quase 4 milhões do Acre e mais cerca de 2 milhões do Amazonas para exportação’’, disse o secretário da Agricultura de Rondônia anunciando que amanhã os  governadores seguem as discussões sobre os grandes desafios e obras de infraestrutura a serem realizadas através de um trabalho integrado dos estados amazônicos
A abertura da Expoacre 2019, além de trazer como grande destaque o agronegócio, também foi marcada pelo resgate da cavalgada, onde os acreanos foram convidados a prestigiar o evento. A estimativa do governo do Acre é que a feira movimente cerca de R$ 50 milhões em volumes de negócios, com uma expectativa de um público de 250 mil pessoas ao longo dos noves dias.

Leia mais.

A logística na Ponta do Abunã beneficiará a região norte de Rondônia, assim como o estado do Acre


Fonte
Texto: Vanessa Moura
Fotos: Ésio Mendes/Nilson Santos
Secom - Governo de Rondônia

Categorias
Agricultura, Agropecuária, Brasil, Economia, Evento, Governo, Rondônia, Sociedade


Compartilhe