Governo de Rondônia
Terça, 18 de maio de 2021

JI-PARANÁ

Governador reafirma pacto municipalista durante encontro com prefeitos

19 de março de 2015 | Governo do Estado de Rondônia

Governador Confúcio Moura fala aos prefeitos durante encontro em Ji-Paraná

Confúcio Moura fala aos prefeitos durante encontro em Ji-Paraná

Para discutir o repasse do Fundo de Infraestrutura de Transportes e Habitação (Fitha) e recursos do transporte escolar, temas que constam no pacto municipalista, assinado pelo governador Confúcio Moura no ano passado, a Associação Rondoniense de Municípios (Arom) promoveu mais uma reunião, nessa quarta-feira (18), em Ji-Paraná, com prefeitos e vice-prefeitos do estado.

O governador Confúcio Moura fez questão de participar do encontro, juntamente com diretor do Departamento de Estradas de Rodagem e Transportes (DER), coronel Lioberto Ubirajara Caetano; e da secretária adjunta de Estado da Educação, Marionete Sana, para falarem sobre os temas em pauta na reunião.

O presidente da Arom e prefeito de Machadinho do Oeste, Mário Alves Costa, o “Marinho da Caerd”, agradeceu ao governador Confúcio Moura por estar presente no encontro com os prefeitos e disse que o governo do estado é um parceiro dos municípios. “O governador Confúcio Moura é sempre muito receptivo, e deu carta branca para os gestores discutirem as demandas dos municípios e atender no que for possível”, destacou.

Marinho da Caerd disse ainda que na semana passada os prefeitos estiveram reunidos em Porto Velho com os gestores das outras pastas, discutindo outras demandas. “Essa parceria entre estado e municípios é fundamental, pois quem ganha com isso é a população”, afirmou.

O governador afirmou que é um desafio enorme ser prefeito ou governador. “Na verdade é um atrevimento. Fui prefeito duas vezes e já sabia das dificuldades que iria enfrentar, metade das prefeituras do Brasil está em situação de falência”, disse, lembrando que no passado, quando muitos chegaram a esta região, não havia máquinas, nem caminhões. E quando caía uma ponte, as pessoas se reuniam e arrumavam. “Hoje a sobrecarga sobre os prefeitos é muito grande. Temos que dividir a carga trabalhando em parceria”, pontuou o governador.

Sobre a crise que se instala no País, Confúcio fez um alerta aos prefeitos, dizendo que “temos que pisar o pé no freio, fazer ajustes, pagar o salário dos servidores e fazer o básico na saúde”. Ele ainda falou sobre os compromissos que o estado assumiu recentemente na saúde e deixou uma pergunta no ar. Qual é o nosso limite?

O governador também falou da importância dos recursos para os municípios, que movimentam o comércio da cidade; da folha de pagamento do estado, que coloca na praça R$ 230 milhões por mês, fora o pagamento dos fornecedores e os repasses aos demais Poderes.

OBRAS

Confúcio finalizou dizendo que existem muitas obras em andamento em Rondônia e têm empresas que precisam ser notificadas porque abandonaram a obra, e não fizeram o trabalho da forma que deveriam. Com relação ao pacto municipalista, ele informou que alguns pontos serão discutidos na área jurídica para viabilizar a legalidade e pediu ao presidente da Arom, Marinho da Caerd, que veja a melhor maneira de resolver alguns impasses junto aos municípios, como por exemplo, os que estão inadimplentes, que ficam impedidos de receber recursos do Fitha. “Eu não quero segurar nenhum recurso que seja dos municípios”, argumentou.

O governador ainda designou o diretor do DER, coronel Lioberto Ubirajara Caetano, para tratar sobre repasses do Fitha, das obras em andamento e em processo licitatório; e a adjunta da Seduc, Marionete Sana, para discutir dos recursos do transporte escolar e outros assuntos relacionados à área educacional.


Leia Mais
Todas as Notícias

Fonte
Texto: Eleni Caetano
Fotos: Ésio Mendes
Secom - Governo de Rondônia

Categorias
Economia, Educação, Evento, Habitação, Legislação, Obras, Rondônia, Transporte


Compartilhe