Governo de Rondônia
Terça, 11 de maio de 2021

PREVENÇÃO

Governo envia equipe para mapear H1N1 em Vilhena

10 de junho de 2014 | Governo do Estado de Rondônia

Arlete Baldez, diretora-geral da Agevisa

Arlete Baldez, diretora-geral da Agevisa

Uma força-tarefa formada por técnicos, médicos e enfermeiros da Agência Estadual de Vigilância em Saúde (Agevisa) e do Laboratório Central de Rondônia (Lacen) embarcou nesta terça-feira, 10, para o município de Vilhena. A missão é mapear, assessorar as equipes locais E fazer uma “radiografia” dos casos e incidência do vírus H1N1 na cidade.
De acordo com dados da Agevisa, três casos da doença foram confirmados, sendo apenas de Vilhena e dois da cidade de Comodoro, fronteira com o Mato Grosso. Duas mortes estão confirmadas.
Segundo a diretora-geral da Agevisa, Arlete Baldez, a equipe fica na cidade até sexta-feira. A meta é fazer um acompanhamento técnico e verificar se as medidas que devem ser tomadas estão sendo postas em prática para conter o avanço da doença. Ela explica que a operação é preventiva, e mesmo com os casos confirmados, a situação está sob controle, seguindo orientações da Organização Mundial de Saúde (OMS) e do Ministério da Saúde (MS).

Medicamento usado no combate do H1n!

Medicamento usado no combate do H1n!

Além da assessoria e acompanhamento técnico, a equipe deve fazer, também, levantamento do número de pessoas que procuram as unidades de Saúde públicas e privadas com sintomas da gripe – síndrome gripal.
O governo encaminhou ainda um reforço em medicamentos e insumos hospitalares, com destaque para Tamiflu, droga eficiente no controle do H1N1.

PREVENÇÃO
De acordo com o secretário estadual de Saúde, Williames Pimentel, a Secretaria Municipal de Saúde de Vilhena (Semusa) já iniciou ações de prevenção da doença. O número de casos suspeitos de gripe vem aumentando no município. Em maio, eram 10 suspeitas. O município confirma que 26 pessoas aguardam o resultado do exame.
Apesar do número crescente de notificações de suspeita da gripe H1N1, a Semusa de Vilhena descarta uma possível epidemia no município. No entanto, profissionais do Hospital Regional, do setor de Atenção Básica e a Comissão de Controle de Infecção Hospitalar (CCIH) receberam um treinamento com orientações sobre a doença.


Leia Mais
Todas as Notícias

Fonte
Texto: Zacarias Pena Verde
Fotos: Ítalo Ricardo
Secom - Governo de Rondônia

Categorias
Assistência Social, Governo, Infraestrutura, Rondônia, Saúde


Compartilhe