Governo de Rondônia
Sexta, 06 de dezembro de 2019

INVESTIMENTO

Governo estadual fortalece infraestrutura e impulsiona agronegócio na região de Ji-Paraná

13 de janeiro de 2016 | Governo do Estado de Rondônia

Em 2015, a região de Ji-Paraná recebeu investimentos e ações do governo estadual em várias áreas, porém, a infraestrutura e o agronegócio se destacaram como as áreas mais beneficiadas. Setores, como a educação, segurança pública, assistência social e planejamento também foram prestigiados para o desenvolvimento da região.

EXPANSÃO ÁGUA CAERD_FOTO PAULO SÉRGIO

Serviço de expansão do sistema de água e esgoto na cidade

Os serviços de infraestrutura de asfaltamento, recapeamento asfáltico e tapa buracos são realidade na área urbana de Alvorada do Oeste e Urupá. Em Presidente Médici, 15,5 quilômetros já foram concluídos. Teixeirópolis está 100% asfaltada.

Em Ji-Paraná, o Departamento de Estradas de Rodagem, Infraestrutura e Serviços Públicos (DER) segue asfaltando 22 quilômetros de ruas e avenidas no 1º Distrito. No 2º Distrito outros 28 quilômetros de ruas já foram asfaltadas pelo governo estadual, que programou asfaltar 50 quilômetros e construir 100 quilômetros de meio-fio, garantindo a qualidade do asfalto.

Em todas as cinco cidades da região Central, a malha rodoviária rural também foi recuperada em 2015. O objetivo é favorecer o escoamento da produção com estradas boas e encascalhadas. “Cortamos morros, eliminamos curvas perigosas e substituímos pontes de madeiras por tubos metálicos”, detalhou o residente do DER em Alvorada do Oeste, Valdenilson Cezar.

Na linha Itapirema, em Ji-Paraná, um trecho de 12 quilômetros está recebendo asfalto. Trata-se de um projeto piloto no País de pavimentação de estradas rurais. O DER é o responsável pela aplicação da massa asfáltica na parceria selada com os governos municipal e Federal. Em Ji-Paraná, o governo estadual dispõe de uma usina de asfalto a quente.

A população ji-paranaense vai ser atendida em 100% com abastecimento de água tratada e rede de esgoto. Investimentos e R$ 37 milhões já estão sendo aplicados na cidade e ainda é prevista a expansão da rede de água para os atuais 53 bairros. Outros 179 milhões são destinados à implantação de rede de esgoto. O projeto técnico a ser licitado está em elaboração. Apenas 2% da cidade é servida com rede de esgoto.

Em Presidente Médici, dois cruzamentos receberam semáforos em 2015. Esse tipo de investimento vem ocorrendo em todas as cidades rondonienses em parceria com o Departamento Estadual de Trânsito (Detran) e as prefeituras.

ASSISTÊNCIA SOCIAL

Pelo menos 2.256 famílias carentes de Ji-Paraná terão tetos novos. No final do ano passado, o governo estadual, em parceria com a prefeitura e o governo Federal, sorteou 800 casas e mais 1.456 apartamentos para famílias que vivem em condições de vulnerabilidade social na cidade. Com mais esses dois empreendimentos. 2.849 famílias foram contempladas com moradia própria em Ji-Paraná, já que 593 casas já haviam sido entregues pelo governo.

Habitação JI-PARANÁ_FOTO PAULO SÉRGIO

Mais de duas mil famílias carentes foram beneficiadas com a casa própria

As políticas públicas nas áreas sociais, da juventude, resíduos sólidos, sistema prisional, turismo, educação, saúde, esporte, agricultura, desenvolvimento, cultura, entre outros, foram discutidas amplamente durante o Plano Plurianual (PPA), evento que reúne a sociedade organizada, discute e aponta ações e soluções para os problemas do cotidiano nas cidades.

AGRONEGÓCIO

A produção de alimentos é uma das principais atividades econômicas de Rondônia. Focado nesse segmento, o governo estadual vem intensificando os investimentos e ações na região de Ji-Paraná impulsionando o setor tanto pela agricultura familiar quanto pelos grandes produtores, e atraindo investidores.

A realização da 4ª Rondônia Rural Show, em maio, em Ji-Paraná, consolida a região Central do estado como referência no Norte brasileiro para o agronegócio na Amazônia Ocidental.

A feira, criada e organizada pelo governo estadual, prospectou R$ 700 milhões em 2015 em propostas de negócios, atraiu delegações e missões internacionais, contou com participação de ministros, expositores nacionais e regionais. Na ocasião, Ji-Paraná passou, por força de legislações estadual e municipal, a ser a capital do agronegócio.

Para fortalecer ainda mais o setor produtivo, o governo estadual, no decorrer de 2015, entregou o cartão Mais Calcário em todas as cidades da região Central. Isso quer dizer que o pequeno produtor teve acesso gratuito ao calcário – principal insumo para corrigir o solo – e, consequentemente, aumentar a produção agropecuária.

Dentro desta proposta, o governo facilitou às associações rurais o acesso a máquinas e equipamentos, titularizou imóveis e está procedendo ao Cadastramento Ambiental Rural (CAR) – principais requisitos no fomento ao desenvolvimento do setor produtivo.

EDUCAÇÃO

Em Ji-Paraná, também foi inaugurada a primeira escola estadual que oferecerá em 2016 aulas em tempo integral no interior de Rondônia, a escola Alejandro Mayor, conhecida como escola Padrão MEC. O colégio é dotado de toda infraestrutura com salas de aulas, laboratórios, auditório e quadra poliesportiva.

Asfalto Urbano Ji-Paraná_FOTO_PAULO SÉRGIO (2)

Ruas são asfaltadas em vários municípios

A maior parte das escolas da rede estadual na região Central já está com as salas de aulas climatizadas pelo Programa Eficiência Energética, que objetiva oferecer economia de energia e conforto nas salas de aula. Ainda em Ji-Paraná, o governo também entregou ao Projeto Orquestra e Ação uma escola de música em 2015.

SEGURANÇA PÚBLICA

A integração das polícias Militar, Civil e o Corpo de Bombeiros em funcionar no mesmo lugar é uma proposta do governo na busca de economia e praticidade aos usuários e servidores do sistema. A construção de duas das 19 Unidade Integrada de Segurança Pública (Unisp) está em andamento na região Central: uma é em Ji-Paraná e outra em Alvorada do Oeste.

O Centro de Atendimento Socioeducativo (Case) está em fase de conclusão e deverá ser entregue neste semestre. O prédio vai abrigar menores infratores da região Central em Ji-Paraná. A obra custou R$ 8 milhões. Recentemente, as cinco unidades prisionais instaladas em Ji-Paraná receberam radiotransmissores, munição, viatura, armamento, colete à prova de bala para ampliar a segurança carcerária. O aeroporto José Coleto, também em Ji-Paraná, foi equipado com equipamento de raios-x melhorando a segurança.


Fonte
Texto: Paulo Sérgio
Fotos: Paulo Sérgio
Secom - Governo de Rondônia

Categorias
Agricultura, Agropecuária, Água, Assistência Social, Brasil, Conferência, Convênios, Cultura, Cursos, Distritos, Ecologia, Economia, Educação, Energia Elétrica, Evento, Governo, Habitação, Inclusão Social, Infraestrutura, Justiça, Legislação, Meio Ambiente, Municípios, Obras, Piscicultura, Polícia, Rondônia, Saneamento, Segurança, Serviço, Servidores, Sociedade, Tecnologia, Terceiro Setor, Título Já, Trânsito, Transporte


Compartilhe