Governo de Rondônia
Sábado, 19 de outubro de 2019

HABITAÇÃO DE INTERESSE SOCIAL

Governo recolhe documentação de desabrigados

21 de janeiro de 2015 | Governo do Estado de Rondônia

Seas Morada Nova

Notificações alcançam 1,4 mil desabrigados

Começou o recolhimento da documentação das famílias flageladas pela cheia do rio Madeira. De acordo com o secretário estadual de Assistência Social, Márcio Felix,  mais de 1.400 pessoas já foram notificadas para apresentar a documentação necessária ao Banco do Brasil, porém, há um grande número de pessoas com pendência documental, ou seja, não possui algum dos documentos solicitados pelo banco – certidão de nascimento ou casamento, por exemplo.

A SEAS iniciou no mês de dezembro do ano passado o recolhimento da documentação das famílias desabrigadas. “Apenas 660 pessoas até o momento apresentaram documentação necessária para a formulação do dossiê encaminhado ao banco”, explicou o secretário.

A ação conta ainda com a parceria da Prefeitura de Porto Velho, que por meio da Secretaria de Assistência Social está atualizando famílias no Cadastro Único do Governo Federal, indispensável para a inserção das famílias nos programas sociais.

O governo está antecipando essa etapa para agilizar a entrega das moradias, porém, há tramites no processo de seleção, de competência dos Ministérios da Cidades e da Integração. “Estivemos no mês de dezembro nos dois Ministérios buscando os meios para entregar o quanto antes as moradias aos desabrigados” disse Márcio Felix.

Rasuras e documentação ilegível

Os inscritos nos programas habitacionais também estão sendo atendidos na Emater

Emater atende inscritos em programas habitacionais 

Além da demanda de atendimento aos desabrigados a Seas está realizando ainda o recolhimento e a resolução de pendências documentais juntos aos beneficiários inscritos e sorteados nos programas habitacionais Minha Casa Minha Vida e Morada Nova, para as moradias do Residencial Orgulho do Madeira.

Dos 2.565 cadastros dos sorteados entre titulares e suplentes enviados para validação no Banco do Brasil, 359 retornaram do banco apresentando diligência, ou seja, o documento do beneficiário não foi aceito por motivo de rasuras ou documentação pessoal ilegível e 183 cadastros retornaram para revalidação no CadÚnico.

“No caso dos inscritos e sorteados nos programas habitacionais o banco deu retorno de 976 cadastros aprovados, a diferença ainda está sendo analisada pelo banco. As famílias que foram aprovadas já realizaram a vistoria dos apartamentos e aguardam a assinatura dos contratos junto ao Banco do Brasil, para receber as moradias”, explicou o secretário.

CENTRAL DE ATENDIMENTO MORADA NOVA

Central de Atendimento Morada Nova na sede da Emater

❶ Para atender àdemanda de recolhimento de documentação de inscritos e desabrigados a equipe técnica, reforçada, trabalha na Central de Atendimento Morada Nova, na Avenida Farqhuar, na sede da Emater.

❷ Famílias notificadas devem comparecer o quanto antes na Central de Atendimento para solucionar pendências documentais.

❸ O governo criou força-tarefa para resolver definitivamente o problema de moradias, tanto para a população desabrigada como para inscritos nos programas habitacionais.

❹ Pessoas com pendência documental devem dirigir-se ao Shopping Cidadão,  na Rua Abunã (atual Rua Lourenço Pereira Lima), onde obtêm CPF RG, CPF e até mesmo resgate de certidões, no caso de pessoas que vieram de outros estados e não têm certidão de nascimento ou casamento no Estado de Rondônia.


Fonte
Texto: Luana Lopes
Fotos: Luana Lopes
Secom - Governo de Rondônia

Categorias
Assistência Social, Governo, Habitação, Inclusão Social, Rondônia


Compartilhe